Por Jovens de Maria Em Crescendo na Fé Atualizada em 28 JUN 2019 - 09H36

O que podemos aprender com São Luís Gonzaga?

É um lugar-comum dizer que o jovem é alguém em busca, a caminho. Tais buscas tomam diversos rostos e abrem rotas muito diversas. Alguns jovens encontram um caminho reto e, com a guia apropriada, chegam numa meta boa. Outros, experimentam o sinuoso de alguns caminhos e acontece que, buscando, se perdem.

Hoje podemos lembrar de um jovem que viu o caminho a seguir e o escolheu decididamente: São Luís Gonzaga, padroeiro da juventude, que chegou à meta sendo muito jovem (morreu com apenas 23 anos).

:: A Santíssima Trindade e o relacionamento de amor

Paróquia São Luiz Gonzaga de Sorocaba
Paróquia São Luiz Gonzaga de Sorocaba


O que este jovem tem a dizer para nós? Qual foi a busca que o motivou?

Sua história conta que, nascido de família nobre, foi educado pela sua mãe na vida cristã. Manifestou logo várias aptidões espirituais. Renunciando ao título de príncipe, ingressou na Companhia de Jesus. Cuidando de enfermos durante uma grande epidemia, contraiu ele mesmo a doença que o levaria a morrer, no ano de 1591.

Talvez as próprias palavras deste jovem nos ajudem a entender a sua busca. Já sabendo do perigo de morte, manifestou: "Mas agora, espero ir em breve louvar a Deus para sempre na terra dos vivos". E continua suas palavras, pedindo à sua mãe que a bênção dela o "acompanhe na travessia deste mar, até alcançar a margem onde estão todas as minhas esperanças"*.

Ele encontrou em Cristo um grande tesouro. Mas não só isso. A vida em Deus era uma esperança, uma promessa na qual confiar. Uma promessa pela qual gastou tudo o que tinha para dar. Essa esperança era algo que o fazia possuidor de uma garantia e ao mesmo tempo despertava o desejo de realizar sua "travessia deste mar".

O Papa Pio XI lembra desta eminente figura e convida a que os jovens, "seguindo o exemplo de Gonzaga, imprimam bem esta verdade nos seus corações: que a vida humana não deve ser tão pequena como para fazer que tudo fique limitado à busca e o desfrute de bens mortais".

Assim explica a misteriosa decisão da Providência de deixar uma pessoa tão dotada partir tão cedo. "Deus queria que os adolescentes aprendessem deste jovem santo", e que inspirados nele, se preparassem "para os problemas da vida, praticando e cultivando firmemente as virtudes cristãs"**.

São Luís Gonzaga, o que tendes a ensinar à juventude atual?

Leia MaisPor que a Igreja Católica nomeia padroeiros e patronos?Por que Deus não me dá um sinal?

Se nos é permitido interpretar a vida deste jovem, nos atrevemos a responder por ele:

"Digo-lhes que busquem como quem vai encontrar e peçam como quem vai receber. Mas, sobretudo, que saibam onde colocar as esperanças que lhes permitam realizar a travessia deste mar.

Saibam que lá somos esperados, saibam que lá temos respostas às nossas perguntas. Saibam que lá é o lugar pelo qual nossos corações se debatem entre mil ilusões nesta terra, que não saciam seu desejo autêntico...

Saibam que lá também eu os espero".

*Da Carta escrita por São Luís Gonzaga à sua mãe.
**Carta Apostólica Singulare Illud do Papa Pio XI, 13 de junho de 1926.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.