Por Jovens de Maria Em Notícias

Papa responde: o que não pode faltar na vida do jovem?

Encontramos o Pe. Joãozinho durante a Assembleia da CNBB e claro que não pudemos deixar de perguntar um pouquinho mais sobre o livro do Papa Francisco “Deus é jovem”, do qual o sacerdote brasileiro fez a tradução para o português.

Perguntamos a ele: Por que um jovem leria o livro do Papa Francisco? Segue a resposta incrível de Pe. Joãozinho!

Eduardo Campos / Jovens Conectados
Eduardo Campos / Jovens Conectados

Eu tenho me perguntado muito isso porque, às vezes, eu acho que o papa está falando muito mais para os pais e professores do que para os filhos e alunos. Mas, o papa consegue entrar no coração do jovem e falar com ele.

Aliás, o Thomas Leoncini que entrevista o papa, logo no início, diz: “o senhor se lembra da sua juventude?” E o papa diz: “eu lembro quando eu tinha 16 anos” e aí ele volta na sua adolescência. Depois ele fala “e quando eu era jovem...” e aí ele fala da vocação.

E depois ele começa a mostrar que o jovem hoje está numa sociedade líquida, a modernidade é líquida, mais do que isso, a modernidade já passou né? O jovem está na pós-modernidade gasosa.

Diante disso, Pe. Joãozinho faz uma metáfora para nos ajudar a entender:

O jovem se encontra diante do mar, atrás dele tem uma montanha, uma praia, uma cidade, mas diante dele tem um horizonte e o jovem quer ir pra frente, ele não quer andar de ré, ele quer ir pra frente. E ele quer avançar para águas mais profundas nesse mar que está cheio de névoa, mas é de noite. E aí aparece um papa que diz, como Jesus disse aos apóstolos, “avance para águas mais profundas”.

E o jovem tem duas possibilidades: ou ele vai com barco, com remo, com coragem, e desbrava o novo, e Deus é aquele que faz tudo novo, então Deus é jovem. Então, ou ele assume a sua identidade jovem e vai mar adentro, ou ele volta e se envelhece.

Ou ele se apega a certezas sólidas que estão atrás e volta pra pré-modernidade. Já não está mais nem numa modernidade líquida e se torna refém de ideias sólidas, às vezes, muito à direita, às vezes, muito à esquerda, e se torna mau humorado.

Então, o papa no final responde a última pergunta do Leoncini:

O que não pode faltar na vida de um jovem?

O papa pensa e diz: “O humor”.

Não pode faltar a graça. Aí eu lembro, né? Vocês são jovens marianos, Maria é aquela que o jovem anjo, Gabriel, chama de “cheia de graça”, cheia de amor, mas também cheia de humor.

Nunca se esqueça de, como dizia Santo Tomás de Aquino, “que Deus brinca”.


1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.