Por Rádio Aparecida Em Notícias Atualizada em 03 DEZ 2019 - 15H25

Ação da Polícia Militar em Paraisópolis foi inadequada, avalia especialista

Shutterstock
Shutterstock

Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

🔊Acompanhe o 'Notícias em 30' às 7h (1ª edição) e às 17h30 (2ª edição)

Paraisópolis é um bairro da cidade de São Paulo, localizado na zona sul paulistana. São quase 100 mil habitantes de uma comunidade que está acostumada a lutar todos os dias, e se divertir pouco. E o pouco dessa diversão, principalmente falando sobre jovens, é o Pancadão, o baile funk.

Justamente, a única opção de lazer de uma juventude marginalizada pela sociedade, foi o palco de uma das maiores tragédias do bairro. De sábado para domingo, em uma operação da PM, 9 jovens morreram pisoteados, depois que seis policiais foram até o baile funk atrás de suspeitos. Pelo menos essa é a versão oficial da PM.

Mas os frequentadores do baile negam a versão. A mãe de uma adolescente de 17 anos que estava no local e que foi agredida com uma garrafa disse que os policiais fizeram uma emboscada para as pessoas que estavam no baile. O governador João Doria (PSDB) se manifestou sobre o fato. Ele lamentou as mortes dos 9 jovens, mas e disse que "a política de segurança pública do estado de São Paulo não vai mudar".

Cláudio Edward dos Reis, especialista em segurança pública e vice-coordenador do Núcleo de Estudos que fala sobre Violência e Relações de Gênero da Unesp em Assis, criticou a ação da PM.


Trump acusa Brasil e Argentina de desvalorizarem as próprias moedas



Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

🔊Acompanhe o 'Notícias em 30' às 7h (1ª edição) e às 17h30 (2ª edição)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou Brasil e Argentina de desvalorizarem fortemente suas moedas e afirmou, através de suas redes sociais, que vai reinstalar as tarifas de importação sobre o aço e o alumínio dos dois países.

De acordo com a Associação Brasileira de Alumínio, as exportações de produtos de alumínio brasileiro aos EUA já pagam sobretaxa desde 1º de junho de 2018Repercute conosco este assunto, Manuel Furriela, especialista Relações Internacionais.


CCJ do Senado analisa esta semana PEC Emergencial




Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

🔊Acompanhe o 'Notícias em 30' às 7h (1ª edição) e às 17h30 (2ª edição)

A PEC do Pacto Federativo, proposta pelo atual governo deixou muitos gestores municipais irritados, inclusive, a Confederação Nacional dos Municípios, convocou para hoje a mobilização municipalista contra a extinção dos municípios, que está prevista na PEC.

As cidades que podem ser afetadas com a medida no Vale são: Arapeí, Areias, Lagoinha, Monteiro Lobato, Redenção da Serra e São José do Barreiro. Além dessas, o município de Canas também tem menos de cinco mil habitantes, porém a arrecadação está acima do teto de dez porcento do total.

O presidente da Confederação, Glademir Aroldi, explica por que a CNM é contra esse projeto e analisa que é a estrutura administrativa desses municípios que deve ser repensada. A Confederação Nacional dos Municípios vai apresentar também propostas para evitar a extinção das cidades.


🔊 Gostou do conteúdo? Compartilhe com os amigos!
Na parte superior da página (logo abaixo do título) clique no botão do WhatsApp ou das demais redes sociais

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.