Por Rádio Aparecida Em Notícias Atualizada em 12 OUT 2019 - 11H34

Amazônia e a Missão: conheça realidade da Igreja na Amazônia

Diego Rosa/TV Aparecida
Diego Rosa/TV Aparecida


Em 2019, a Novena e Festa da Padroeira do Brasil se insere no contexto de Sínodo Pan Amazônico e Mês Missionário Extraordinário.

programa "Com a Mãe Aparecida" aborda conteúdos sobre a realidade da Igreja na Amazônia, a partir dos olhos de quem possui diversas experiências no local."Entrevistamos bispos sinodais e missionários que atuam ou atuaram na região amazônica ou com povos que habitam aquela região", afirma Victor Hugo Barros, assistente de Comunicação do Santuário Nacional de Aparecida, responsável pelo conteúdo.

Estamos em outubro, Mês Missionário Extraordinário, promulgado pelo Papa Francisco e vivido pela Igreja em todo mundo. Dom Odelir José Magri, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), fala a respeito desse momento:

Recordamos a presença da Igreja, que não conhece fronteiras e evangeliza por toda a Terra. Continue se aprofundando no assunto do dia anterior com padre Marcelo Néspoli, religioso da Congregação Palotina, que trabalhou na Paróquia de Novo Airão (AM):

Atualmente, segundo o censo do IBGE de 2010, vivem 306 mil índios na Amazônia Brasileira, o que equivale à população de Petrópolis (RJ). Essa cifra mostra a necessidade de ações que preservem a vida e a sobrevivência desses povos. Dom Roque Paloschipresidente do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), destaca que, muitas vezes, nem mesmo os direitos conquistados pelos índios e presentes na constituição estão sendo respeitados:

Conheça a realidade da diocese de Juína, noroeste do Mato Grosso. Com cerca de 150 mil habitantes divididos em 11 paróquias e uma área missionária, a diocese se localiza longe das principais capitais, o que faz dela um espaço de evangelização das grandes periferias, conforme conta o bispo local, Dom Neri José Tondello:

No 5ª dia da novena, o carro andor representava uma réplica do barco hospital papa Francisco. Responsável pelo atendimento de 700 mil ribeirinhos que vivem a margem do Rio Amazonas, o barco hospital iniciativa apresentada e abençoada pelo pontífice surgiu a partir da situação da saúde em Óbidos – PA.

No início a ideia era apenas cuidar de instituições de saúde já existentes no território da diocese de Óbidos, conforme explica o bispo local, Dom Bernardo Baumann.

Conheçamos a Diocese de Januária (MG) por Dom José Moreira. Localizada no semiárido as margens do rio São Francisco, a diocese se localiza em uma região marcada pela pobreza. Muitas das comunidades estão em locais de difícil acesso, onde o pouco desenvolvimento faz com que os jovens não possuam perspectiva de vida:

Diversas dioceses brasileiras desenvolvem programas missionários na região amazônica. Na arquidiocese de Aparecida (SP) o período entre o fim dos estudos teológicos e a ordenação diaconal dos seminaristas é marcada por uma experiência missionária.

 A arquidiocese já enviou três turmas para a diocese de Santarém (PA). Lá, os seminaristas realizam uma experiência de seis meses junto das populações e povos que vivem na região. Em 2018, o então diácono Thiago Guimarães realizou essa experiência na Paróquia Nossa Senhora de Nazaré:

Embora a relação entre a Igreja Católica e o território amazônico estejam mais populares nos últimos dias por ocasião do sínodo dos bispos, o vínculo entre essas duas partes é mais antigo do que se possa imaginar.

Os missionários católicos foram pioneiros na evangelização dos povos originários da Amazônia, enfrentando o medo do desconhecido e práticas como a do canibalismo, difundidas em parte das tribos indígenas no século XVI, mas isso não impediu que eles realizassem o trabalho de evangelização nas localidades, fundando também as primeiras vilas e comunidades amazônicas conforme conta o bispo de Óbidos (PA) Dom Bernardo Bahlmann:

Entenda a situação do Pedral do Lourenço, conhecido como Lourenção, formação rochosa situada no rio Tocantins entre os municípios paraenses de Marabá e Baião que em março de 2014 a então presidente Dilma Rousseff lançou edital para criação da hidrovia Tocantins-Araguaia:

O último episódio da série "Amazônia e a Missão", ouça que a preocupação da Igreja com a Região Amazônica vem inclusive de longa data conforme explica o arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes: 


🔊 Gostou desse podcast? Compartilhe com os amigos!
Na parte superior da página (logo abaixo do título) clique no botão do WhatsApp ou das demais redes sociais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.