Notícias

Câncer infantojuvenil: aprenda como diagnosticar precocemente

Escrito por Rádio Aparecida

15 FEV 2022 - 11H33 (Atualizada em 15 FEV 2022 - 16H44)

Freepik

15 de fevereiro conscientiza-se a respeito do combate ao câncer infantil. O Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima que para cada ano do triênio 2020/2022, sejam diagnosticados no Brasil 8.460 novos casos de câncer infantojuvenis (4.310 em homens e 4.150 em mulheres).

Dr. Lauro Gregianin, médico oncologista e responsável técnico do Núcleo de Atenção ao Paciente do Instituto do Câncer Infantil foi convidado pela Rádio Aparecida a falar sobre esse assunto.


Qual é a primeira preocupação que se deve ter em relação ao diagnóstico do câncer infantojuvenil?

Pais e cuidadores de crianças e adolescentes prestem muita atenção nos detalhes. O câncer começa, em sua grande maioria, com pequenos detalhes no exame, na postura e comportamento do paciente, alguma mancha na pele que surgiu em local que não houve machucado, uma febre persistente, um nódulo no pescoço. A partir desses sintomas é preciso investigar, pois são o início de um processo que desencadeia o câncer.

Quais são as principais peculiaridades do tratamento do câncer em crianças e adolescentes?

A maioria dos cânceres que atingem crianças e adolescentes são curáveis e tem ótima resposta à quimioterapia. É um tratamento feito em hospital com medicamento injetado na veia ou via oral em algumas indicações. Os pacientes costumam ter uma tolerância boa, e felizmente em grande parte dos casos há a cura do paciente. Existem outros tipos de tratamento como a cirurgia, eventualmente radioterapia, onde o tipo de câncer e em qual localidade ele está do corpo determina qual será o tratamento. 

Como é possível aumentar os índices de sobrevida e cura? A alimentação ajuda?

Diferente dos adultos que se conhece causas e exposição a determinados produtos como cigarro e produtos agrícolas, com a criança é difícil precisar, ele vem como uma espécie de surpresa. A arma que nós temos seria no diagnóstico precoce com programas de educação para professores e profissionais de saúde que visam esse diagnóstico. 

:: Ouça o áudio acima!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Receba novidades

Cadastre seu e-mail e receba notícias mensalmente

Parabéns, seu cadastro foi efetuado com sucesso!
Você deve receber nossas novidades em breve.

Ops, tivemos um possível erro no cadastro de seu e-mail.
Tente novamente por favor.

Tentar novamente
Facebook

Boleto

Carregando ...

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...