Notícias

Dia do sertanejo: como surgiu e qual o legado na música atual?

Escrito por Rádio Aparecida

03 MAI 2023 - 15H24 (Atualizada em 04 MAI 2023 - 08H55)

Montagem: Rafael Camargo/A12

O dia 3 de maio é marcado na Rádio Aparecida pela valorização da música sertaneja. A cultura regional brasileira sempre teve espaço aberto na Rádio de Nossa Senhora.

Você sabe como começou surgiu esta data?

A ideia partiu de Tonico, da dupla Tonico e Tinoco, que quis vir a Aparecida para agradecer o sucesso. A partir daí a visita virou tradição, como conta Meire Galvão, da dupla As Galvão

Já no segundo ano de visita os cantores passaram a se apresentar em frente a Basílica Histórica, com transmissão pela Rádio Aparecida. E nunca mais o dia do sertanejo parou de acontecer, como destaca o diretor da emissora, Padre Inácio Medeiros.

A história da música sertaneja no Brasil tem muito em comum com a trajetória do povo da roça. Em um primeiro momento ela tratava das raízes do trabalhador e da realidade sofrida. Com o início do êxodo urbano, a música passa a falar da realidade dos grandes centros e do amor como ponto central.

Para Marcus Bernardes, conhecido como Marcão Blognejo, entusiasta da música sertaneja e autor do principal site do ramo, há uma clara trajetória de atualização.

Já hoje, o sertanejo universitário domina as paradas de sucesso e com isso o romance é um dos principais temas. Por fim Marcão destaca a importância do rádio para este gênero musical dos primórdios aos dias atuais.

A música caipira é uma expressão cultural que permanece ao longo do tempo. Mesmo com o surgimento da música sertaneja, na década de 50, por exemplo, a música caipira, também chamada de raiz, passar por mudanças mas permanece viva.

A sociedade brasileira tem influência desse gênero musical e também é influenciada por ele, mesmo com o passar dos anos, como comenta o Professor Ivan Vilela, especialista em Música Popular do Departamento de Música da USPEle também destaca os motivos pelos quais é fundamental valorizar a cultura caipira.

A música é uma forma de expressão da cultura regional. O nosso país, pelas dimensões continentais, possui diferentes tipos de música regional. Quando falamos em sertanejo, logo vem à mente a figura do caipira, do Vale do Paraíba Paulista.

Quem comenta essa variação de estilos é Miguel Júnior, mestre em linguística aplicada e Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão do centro universitário UNIFATEA. Mesmo com as peculiaridades regionais, a música sertaneja, com todas as suas mudanças e transformações, conseguiu se firmar.

A música sertaneja domina hoje o cenário cultural brasileiro e é mola propulsora para a economia. Mais do que um estilo que caiu na preferência nacional, ela ajuda a gerar emprego e renda. Para Gesoaldo Junior, produtor musical e idealizador da Exponeja, maior congresso de música sertaneja do Brasil, as particularidades regionais continuam sendo importantes. 

Junior avalia ainda que o sertanejo de hoje se conecta com o raiz. Para ele, a música vai se adequando às pessoas daquele tempo. O que esperar do futuro do gênero musical? Um futuro promissor. Para o idealizador da Exponeja, o momento de transmissão da pandemia evidencia o potencial de crescimento do sertanejo no Brasil.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Receba novidades

Cadastre seu e-mail e receba notícias diariamente

Parabéns, seu cadastro foi efetuado com sucesso!
Você deve receber nossas novidades em breve.

Ops, tivemos um possível erro no cadastro de seu e-mail.
Tente novamente por favor.

Tentar novamente
Facebook

Boleto

Carregando ...

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...