Brasil

A crise hídrica

Padre Inácio_3 (Juan Ribeiro / Rede Aparecida)

Escrito por Pe. Inácio de Medeiros, C.Ss.R

09 SET 2021 - 09H45

shutterstock Seca, terra seca, falta d'água, deserto, nordeste (shutterstock)

No último dia 05 de setembro, nós celebramos o Dia da Amazônia e, quando falamos em Amazônia, lembramos do verde, muito verde das florestas com sua diversificada riqueza animal, lembramos da água... muita água, e tristemente lembramos também das queimadas e do desmatamento.

Sabemos que aproximadamente 71% da superfície da terra é coberta por água, totalizando cerca de 1,4 bilhões de km³. A terra, nossa “casa comum” é ainda considerada o único planeta que apresenta a água em seus três estados físicos: gasoso, líquido e sólido, mas, de toda água disponível no planeta, 97,5% é água salgada, imprópria para consumo humano.

O Brasil tem uma posição privilegiada entre todos os países, pois 12% de toda água doce existente no mundo está em nosso território, mas 80% dessa água está na bacia hidrográfica do rio Amazonas, e é praticamente inviável transportá-la para as outras regiões do Brasil. Isso seria muito caro.

Shutterstock
Shutterstock

Então fica sempre a pergunta: Se existe tanta água, porque ela falta em diversas regiões?

No Nordeste, a seca é cíclica e retorna sempre, mas outras regiões como sul/sudeste não estão preparadas para conviver com a seca, como esta estiagem pela qual estamos passando.

Leia MaisSete atitudes para evitar o desperdício de águaO Brasil vem enfrentando a pior crise hídrica dos últimos 90 anos. Com isso, nossos reservatórios estão muito abaixo da sua capacidade e no horizonte já se fala da possibilidade real de um racionamento. Ao lado disso, ocorre também a alta no preço da energia elétrica, pois de toda energia produzida no país, 80% ainda provém das usinas hidroelétricas.

As medidas para evitarmos problemas ainda mais sérios para o futuro estão na educação para o uso mais racional da água, com aqueles cuidados básicos que precisamos tomar dentro de nossas casas e com o investimento governamental e privado na conservação da água e no aproveitamento, por exemplo, da água da chuva, que em sua maioria cai do céu e desaparece no seio da terra.

Água é vida e vida não têm preço!

Escrito por
Padre Inácio_3 (Juan Ribeiro / Rede Aparecida)
Pe. Inácio de Medeiros, C.Ss.R

Redentorista da Província de São Paulo, graduado em História da Igreja pela Universidade Gregoriana de Roma, já trabalha nessa área há muitos anos, tendo lecionado em diversos institutos. Atuou na área de comunicação, sendo responsável pela comunicação institucional e missionária da Província de São Paulo, atualmente é diretor da Rádio Aparecida

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.