Dúvidas Religiosas

Você sabe por que os anos litúrgicos são divididos em A, B e C?

Padre Camilo nos explica a razão para que em cada ano tenhamos leituras próprias nas missas

camilo_junior

Escrito por Pe. Luiz Camilo Júnior, C.Ss.R.

18 JUL 2018 - 07H30 (Atualizada em 16 JAN 2024 - 11H16)

Paróquia São Judas Tadeu (RJ) /Paula Ganeme

O Ano Litúrgico começa com o Tempo do Advento, quatros semanas antes do Natal, e termina com a Solenidade de Cristo Rei, no ano civil seguinte. A Igreja, para celebrar o Mistério de Cristo presente na Palavra que é proclamada, dividiu as celebrações dominicais ao longo de três anos litúrgicos, chamados de: Ano A, Ano B e Ano C.

A Igreja desejou que as leituras bíblicas proclamadas na liturgia dominical voltassem a ser lidas novamente após três anos, e assim se organizou o Ano Litúrgico em 3 ciclos de leituras (Evangelho e demais livros do Antigo e do Novo Testamento). Leia MaisSão Marcos, o evangelista deste ano

No Ano A lemos o Evangelho de Mateus; no Ano B o Evangelho de Marcos (que celebramos em 2024) e no Ano C, o Evangelho de Lucas.

O Evangelho de João é reservado para ocasiões especiais, principalmente festas e solenidades.

:: Formação para coroinhas - veja infográfico

Seguindo este ciclo dos três anos Litúrgicos A, B e C, consegue-se ter uma grande visão de toda a Bíblia, pois cada ano litúrgico tem uma sequência de leituras próprias. O Evangelho ao longo de cada Ano Litúrgico quer ajudar o fiel a percorrer toda a vida de Jesus em ordem cronológica, rezando do nascimento até a Ascensão.

Assim, nas celebrações dominicais são proclamados textos que falam do anúncio do Messias, da encarnação, da sua vida pública (missão), do anúncio do Reino, dos sinais que Jesus realizou, do chamado dos discípulos, etc., até culminar com Sua morte e ressurreição e assim se chegar à esperança da construção do Reino de Deus: a Parusia, com a solenidade de Cristo Rei do Universo.

Basilica Sâo Miguel Arcanjo
Basilica Sâo Miguel Arcanjo


Como saber em qual ano litúrgico estamos?

A divisão dos Anos Litúrgicos em A, B e C foi determinada a partir da comparação que o Ano 1 seria o Ano A, o Ano 2 o B e o Ano 3 o C e os anos 6, 9 e 12 novamente o Ano C. Então, o ano em que a soma dos algarismos for um número múltiplo de 3 é o Ano Litúrgico do Ciclo C. Por exemplo, 2022 (2+0+2+2=6, que é múltiplo de 3). Sendo assim, 2022 foi o Ano C, e por sequência 2023 foi o Ano A; e agora, em 2024 vamos iniciar outra vez o Ano B.

Por isso, participando das celebrações dominicais ao longo dos três anos do Ciclo litúrgico, cada fiel pode beber dos principais textos bíblicos, que alimentam a fé e renovam no coração a certeza da Salvação que o Pai nos deu em seu Filho Jesus Cristo.

Deus, que com Seu infinito amor, age no tempo e na história, e o Ano Litúrgico é justamente a celebração da ação de Deus no tempo concreto da nossa vida.

O Ano litúrgico nos faz vivenciar a espiritualidade de sair do nosso tempo (Crónos) para entrarmos no tempo de Deus (Kairós) - o tempo da graça e da salvação.


Neste vídeo, Padre Camilo Júnior, C.Ss.R., explica sobre esta divisão dos anos litúrgicos


Escrito por
camilo_junior
Pe. Luiz Camilo Júnior, C.Ss.R.

Missionário Redentorista e autor da Novena da Imaculada Conceição. Já foi diretor do Portal A12, onde escreve sobre liturgia e espiritualidade

6 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Dúvidas Religiosas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...