Espiritualidade

A importância da fé na saúde física, mental e emocional das pessoas

Padre Inácio Medeiros C.Ss.R.

Escrito por Pe. José Inácio de Medeiros, C.Ss.R.

06 JUL 2021 - 08H14 (Atualizada em 06 JUL 2021 - 08H32)

Shutterstock

Universidades americanas já haviam demonstrado através de estudos gabaritados, a importância da fé para a saúde física, mental e emocional das pessoas. Alguns estudos provaram que, de duas pessoas que possivelmente tenham o mesmo problema, uma tendo fé e outra não, a que tem fé tem 50% a mais de chances de se curar do que aquela que não tem fé.

Vejam que eu estou falando de e não de comprometimento com uma igrejaE agora a ciência está cada vez mais validando a fé como importante para o bem estar físico e mental.

Leia MaisReligião na pandemia: A nova rotina do cristãoPapa reforça relação da pesquisa com a religiãoCiência e religião têm características distintas, atuando em campos diferentes da vida das pessoas, mas não precisam ser necessariamente oponentes. A religião deu contributos preciosos para várias descobertas e avanços científicos ao longo da história em diversos campos, como na genética, astronomia e comunicação. Lembro que o inventor do rádio, por exemplo, é um padre brasileiro, apesar de não ter registrado a sua patente.

Para os cristãos, como afirmam as Sagradas Escrituras, o corpo é “templo do Espírito Santo”. Logo, é preciso dele cuidar como se cuida da alma. Além disso, já está mais do que provado que aqueles que têm fé, têm maior aceitação da doença e isso contribui para dar forças na sua superação, afinal, o Evangelho não diz que “a fé remove montanhas”? (cf. 1Cor 13,2)

Especialmente em tempos de crise, como a pandemia que vivemos, tem crescido significativamente a procura de apoio na dimensão espiritual e emocional e nunca as livrarias venderam tantos livros de autoajuda E religiosidade como agora.

Mas não podemos “confundir alhos com bugalhos”, pois cada uma tem a sua especificidade e seu campo próprio de agir, mas, repito, necessariamente, ciência e religião não precisam ser oponentes, pois ambas trabalham pelo bem estar geral e pela promoção do ser humano e da sua qualidade de vida.

Escrito por
Padre Inácio Medeiros C.Ss.R.
Pe. José Inácio de Medeiros, C.Ss.R.

Redentorista da Província de São Paulo, graduado em História da Igreja pela Universidade Gregoriana de Roma, já trabalha nessa área há muitos anos, tendo lecionado em diversos institutos. Atuou na área de comunicação, sendo responsável pela comunicação institucional e missionária da Província de São Paulo, atualmente é diretor da Rádio Aparecida

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Espiritualidade

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...