Por João Antônio Johas Em Espiritualidade Atualizada em 24 SET 2019 - 09H09

Mercês ou Mercedes? Qual destes títulos para Nossa Senhora é correto?




Mercês ou Mercedes? Aqui no Brasil se escuta as duas formas, mas sempre fazendo referência à mesma devoção mariana. O porquê da confusão encontra uma resposta simples. São a mesma palavra em idiomas diferentes.

O título original da devoção é “Nuestra Señora de las Mercedes”, originária da Espanha. Como aconteceu com outras devoções (Como Nossa Senhora da Penha), tal devoção se trasladou da Espanha para Portugal e logo cruzou o oceano para chegar no Brasil. Dizer Nossa Senhora das Mercedes é, então, como dizer Igreja de Notre Dame. Nesse último, caso estamos misturando o português com o francês para fazer referência à famosa Igreja de Paris.

Já que estamos falando dessa devoção, vejamos um pouco mais sobre o significado da palavra Mercê (ou Mercedes, em espanhol). Além disso, podemos conhecer um pouco sobre os mercedários, congregação católica fundada com esse nome justamente por conta dessa devoção específica.

Se olharmos no dicionário, 'mercê' possui diversos significados. Dois deles me pareceram particularmente sugestivos se os relacionamos com a devoção mariana. O primeiro significado no dicionário Aurélio diz que mercê é um favor, um benefício. Ora, Nossa Senhora das Mercês é, então, a devoção que explicita a dimensão de Maria que doa benefícios aos seus filhos, devotos. O segundo significado diz: à mercê de, ao arbítrio de. Essa segunda dimensão da palavra mercê nos leva a pensar que os devotos de Maria se colocam à disposição dela, para realizar a obra que ela precisar. E sabemos que a obra de Maria é fazer com que seus filhos se aproximem mais de Jesus.

Será que podemos unir os dois significados? De fato, se nos colocamos confiadamente nas mãos de Nossa Senhora, como filhos seus, ela irá nos levar a um encontro cada vez mais profundo e autêntico com seu filho Jesus. Que dom ou benefício é maior do que esse?

Leia MaisVocê fecha os olhos para a Cruz?Os mercedários, ordem fundada em 1218 por São Pedro Nolasco, entendiam que esse benefício era tão grande que valia a pena dar a vida por ele. Naquela época, muitos cristãos estavam sendo capturados por muçulmanos e mantidos prisioneiros. Os mercedários trocavam sua liberdade pela liberdade desses cativos e muitas vezes morriam ao fazê-lo. Confiavam totalmente sua vida à Senhora das Mercês. Confiavam que, por mais que estivessem privados de uma liberdade externa, suas vidas estavam, na realidade, nas mãos seguras de Maria, que os cuidava e os levava ao encontro com Jesus, verdadeira meta de todos os batizados.

Que Nossa Senhora das Mercês seja para nós um sinal de que podemos entregar nossas vidas nas mãos de Deus. Mesmo nos momentos difíceis, precisamos confiar que a providência de Deus é mais forte e mais misericordiosa do que os ataques do mal e das tentações de desespero e falta de esperança. Junto a ela, conseguiremos o maior dos benefícios: a Vida plena e verdadeira junto a Deus em Seu reino.

Escrito por
Irmão João Antônio Johas (Redação A12.com)
João Antônio Johas

Licenciando em Filosofia pela Universidade Católica de Petrópolis, Pós-graduando em Antropologia Cristã pela Universidade Católica San Pablo em Arequipa, Peru.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Espiritualidade

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.