Espiritualidade

O ano só será novo se deixarmos nossas atitudes velhas

Ano novo, vida nova, atitudes novas!

Maurício Ribeiro, coordenador dos coroinhas e acólitos do Santuário Nacional (Arquivo pessoal)

Escrito por Maurício Ribeiro

28 DEZ 2023 - 07H00 (Atualizada em 03 JAN 2024 - 11H12)

Golden Dayz / Shutterstock

A celebração da passagem de ano é um momento que todos nós almejamos. É uma época em que nos reunimos entre família, amigos, parentes; compramos as melhores roupas, fazemos as melhores comidas e tomamos as melhores bebidas; nos revestimos de expectativa para a famosa ‘hora da virada’; as aparências são belas!

Mas será que além de nos revestirmos exteriormente com o glamour, estamos revestindo o nosso coração de sinceridade, de verdade e paz? Estou disposto a deixar minhas atitudes mesquinhas e meus pensamentos negativos, para viver bem o novo ano?

Para nós cristãos, cada passagem de ano é uma nova chance de recomeçar a vida, com novas atitudes, novas decisões, novos objetivos. É um momento de olhar com positivismo, esperança e confiança o novo ano que vamos viver. E tenhamos a certeza de que, nosso ano será melhor se, ao invés de nos lançarmos nas tradições e superstições mundanas, abrirmos nosso coração para as graças que Deus quer realizar em nós. Leia MaisO ano não será novo, se você não for

Deslumbrantes por fora, vazios por dentro

Com o seu nascimento, Jesus nos ensina que as maiores riquezas da vida são as pessoas e as relações.

Em contrapartida, o mundo nos ensina que as maiores riquezas são o ter e o poder. Hoje, nas datas de fim de ano, muitas pessoas se preocupam com a aparência e a elegância, mas esquecem de revestir o coração de paz, harmonia, verdade, justiça. Esse tipo de comportamento nos leva a ser cristãos ricos por fora, com elegância e glamour, mas por dentro nos encontramos pobres da graça de Deus.

Durante o período das festas de fim de ano, vivenciamos a correria dos mercados e das lojas. Vemos os carrinhos de compras cheio, e corações áridos; comércios e shoppings lotados e igrejas vazias; pensamos exclusivamente em nós mesmos e esquecemos daqueles que nada possuem. Irmãos e irmãs, observando isto vemos que estamos deslumbrantes por fora e vazios por dentro!

Com isso, podemos refletir profundamente a seguinte situação: milhares de pessoas na virada do ano se vestem de branco e vão para a beira da praia para passar a virada do ano. Porém, do que nos adianta estarmos vestidos de branco, arrumados por fora, maquiados, se o nosso coração se encontra na escuridão do pecado, da falsidade, da mentira, da soberba?

Nas praias do mundo aguardamos o grande momento da queima de fogos, mas e na praia da minha vida, como estou? Estou ancorado nas areias do rancor, da vaidade, da hipocrisia, ou estou no mar aberto da paz, da coerência, da graça de Deus? Ao faltar poucos minutos para a virada, muitas pessoas fazem grandes promessas e planos materiais, mas será que se comprometem consigo mesmo a deixar as atitudes mesquinhas e arrogantes para trás e viver com esperança e positividade o novo ano?

Para que o ano seja novo, basta que nós tenhamos novas atitudes, e atitudes boas e positivistas!

A virada do Ano nos pede uma ‘faxina’ no coração

Na noite do Natal a graça de Deus se manifestou trazendo salvação para todos nós. Por isso, se o nosso coração se encontra na escuridão do pecado e da mentira; se as nossas mãos parecem vazias de amor e solidariedade; se valorizamos mais as aparências do que o interior; na noite da virada do ano é o momento para abrirmos nosso coração, fazermos uma ‘faxina’ e tirar tudo aquilo que nos aprisiona de sermos pessoas melhores. Essa faxina é necessária para que a graça de Deus se manifeste na nossa vida e assim termos um abençoado ano de 2024!

Aproveito a oportunidade para desejar a todos vocês em Feliz e Abençoado 2024, com benção de Deus e da Mãe Aparecida!

Escrito por
Maurício Ribeiro, coordenador dos coroinhas e acólitos do Santuário Nacional (Arquivo pessoal)
Maurício Ribeiro

Maurício José Ribeiro Campos Felizardo tem 22 anos e mora em Aparecida. Atualmente, é coordenador dos cerimoniários e coroinhas do Santuário Nacional, e estudante do último ano de licenciatura em Matemática na UNESP (FEG) em Guaratinguetá.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Espiritualidade

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...