Por Pe. Antônio Queiroz, C.Ss.R Em Histórias de Vida

Seguir a mente ou o coração?

Certa vez, um discípulo, na encruzilhada de uma indecisão, perguntou ao mestre qual caminho devia tomar. Explicou que estava em dúvida entre o que a mente pensava e o coração pedia. O mestre fez a seguinte comparação:

Caminhamos pela vida como um taxi fazendo uma viagem. O motor são as nossas energias, o nosso vigor físico. O taxista é o nosso coração. Mas quem decide qual direção tomar é o passageiro do taxi.

O discípulo apressou-se em perguntar:

- Mas quem é o passageiro?

O mestre fechou os olhos, respirou lenta e profundamente e respondeu com um semblante serena:

- O passageiro é a nossa mente.

Todo o nosso corpo foi consagrado a Deus no Batismo. Mas o coração é cego, e o vigor físico também. Quem nos deve dirigir, portanto, é a nossa mente.

“Estou ciente de que o bem não habita em mim... Pois não faço o bem que quero, mas o mal que não quero” (Rm 7,18-19).

Escrito por
Padre Antônio Queiróz dos Santos (Pe. Antônio Queiroz, C.Ss.R)
Pe. Antônio Queiroz, C.Ss.R

Mais conhecido como Padre Queiróz (in memoriam) recolheu ao longo de seu ministério centenas de histórias que falam de forma simples e popular da fé e das realidades do povo de Deus.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Queiróz, C.Ss.R., em Histórias de Vida

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.