Por Redação A12 Em Igreja

14º Intereclesial das CEBs reúne 3 mil em Londrina (PR) para discutir os desafios do mundo urbano

Cerca de 3 mil fiéis, representantes das Comunidades Eclesiais de Base de todas regiões do Brasil estão em Londrina (PR) para o 14º Intereclesial das CEBs. Até sábado (27), o evento reflete os desafios no mundo urbano para as comunidades. 

O Papa Francisco enviou uma mensagem especial para o evento por meio do Cardeal Pietro Parolin, Secretário de Estado. No texto, o cardeal enfatiza que o Santo Padre insiste para que as Comunidades Eclesiais de Base "sejam um instrumento de evangelização e de promoção da pessoa humana na sociedade"  e capazes de "trazerem aos desafios do mundo urbano 'um novo ardor evangelizador e uma capacidade de diálogo com o mundo que renovam a Igreja'".

Assessoria Intereclesial.
Assessoria Intereclesial.
Missa de abertura reuniu cerca de 7 mil pessoas.

Para Marleny Gonçalves Bonifácio membro da Pastoral Carcerária e das CEBs de Ipatinga (MG), a expectativa é que a partir deste encontro "as Comunidades de Base possam descobrir a melhor forma de encarar os desafios urbanos, pois tudo na cidade está voltado para os grandes centros e nas periferias a vida está sendo muito agredida". 

O arcebispo de Londrina, Dom Geremias Steinmetz na missa de abertura realizada na noite de terça-feira (23), centrou sua reflexão no tema do encontro, e destacou que “o compromisso é grande diante do que representa as forças sociais, políticas, econômicas e culturais que estão na raiz das expressões sofridas pelos pobres nas cidades”. As Comunidades Eclesiais de Base encaram estes desafios sustentadas pela fé e pelo Espírito de Deus que ilumina aqueles que, seguindo Jesus, lutam pela justiça e pela paz. “A fé só tem eficácia na medida em que é inspiração profunda para a ação transformadora do mundo”.

Ontem (24) participou do encontro, o dominicano Frei Betto. Em uma breve fala aos participantes sobre o Brasil de agora, o religioso enfatizou a importância de se preservar a memória histórica.

"O que nós temos de mais precioso no Brasil, conquistado com muito suor, sangue e lágrimas, é a democracia. A democracia brasileira tem muitos mártires. Precisamos preservar a memória desses companheiros e companheiras. É mentirosa uma democracia em que todos podem votar, mas poucos podem viver com dignidade", frisou.

Uma das curiosidades do evento é que os cerca de três mil delegados ficam hospedados em casas de famílias. Segundo o coordenador das Equipes de Serviço do Intereclesial, padre Dirceu Fumagalli, o objetivo da hospedagem é criar um "sentimento de acolhimento e acolhida entre a cidade que acolhe o Intereclesial e aqueles que são chamados de delegados". 

Mais informações sobre o evento na página www.cebsdobrasil.com.br.

Fonte: Assessora de Comunicação das CEBs.

6 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.