Igreja

4 pontos para viver bem a Campanha da Fraternidade 2021

padre-moises-junior (Reprodução)

Escrito por Padre Moisés Júnior

25 JAN 2021 - 13H29 (Atualizada em 25 JAN 2021 - 14H25)

Shutterstock papa-ecumenismo-dialogo-inter-religioso (Shutterstock)

Todos os anos, a Igreja do Brasil nos convida, no período da Quaresma, a viver a Campanha da fraternidade, como forma concreta de testemunhar o Evangelho de Cristo.

Para isto, a cada ano, a Igreja nos apresenta um tema para ser refletido, rezado, e colocado em pratica. Em 2021, o tema proposto é “Cristo é a nossa Paz: do que era dividido fez uma unidade” (Ef 2, 14a) e o lema: “Fraternidade e diálogo: Compromisso de Amor.”

O objetivo da CF é despertar para o sentido da vida como dom e compromisso, recriando relações fecundas na família, na comunidade e na sociedade, à luz da palavra de Deus.

Outro ponto importante é que a CF 2021 será Ecumênica, buscando o diálogo com outras denominações cristãs. Esta será a quinta Campanha Ecumênica realizada no Brasil, e o seu objetivo geral é convidar as comunidades de fé e as pessoas de boa vontade a pensarem, avaliarem e identificarem um caminhar para superar as polarizações e violências, por meio do diálogo amoroso, testemunhando a unidade da diversidade.

Quatro pontos para viver bem a CF 2021.

O primeiro ponto é fortalecer as bases das comunidades, ou seja as pastorais que existem nas paróquias e comunidades. Ali que a Campanha da Fraternidade de fato deve acontecer, para que eles se sensibilizem com a temática da campanha deste ano e, de maneira simples, com pequenos gestos, procurem vive-la no local onde estão.

Shutterstock
Shutterstock


O
segundo ponto é o dialogo Ecumênico fruto do Concilio Vaticano II. É preciso que a Igreja se abra para o diálogo, que busquemos caminhar juntos, e percebamos que somos cristãos, apesar de termos configurações doutrinais diferentes, mas professamos a fé no mesmo Cristo crucificado e ressuscitado e temos o mesmo objetivo que é anunciar o Reino de Deus, o reino de Justiça, de amor e de paz.

Shutterstock.
Shutterstock.


O
terceiro ponto é o “cuidado com os pobres”. A ideia de uma Igreja pobre, que cuida dos pobres que não tem nem voz e nem vez, que são excluídos e marginalizados da sociedade. Uma Igreja em saída, nesse sentido, não é dever só da Igreja católica, mas de todas as comunidades cristãs cuidarmos dos mais pobres.

O quarto ponto e o ultimo ponto é criarmos uma pastoral Ecumênica a nível de (arqui)diocese ou nas paróquias, pois isto facilita muito para o trabalho de evangelização.

GYG Studio/Shutterstock
GYG Studio/Shutterstock


Queremos que a CF2021 nos ajude a viver com mais fidelidade a nossa fé cristã.
Queremos unir nossas vozes e nossas mãos para anunciar e testemunhar aos homens e mulheres que Cristo é a nossa paz e que, em Seu amor, somos todos irmãos e irmãs.

Peçamos a Maria, Nossa Mãe, que nos inspire na vivência da CF 2021!

Escrito por
padre-moises-junior (Reprodução)
Padre Moisés Júnior

Padre Moisés Júnior é sacerdote e assessor de campanhas na Arquidiocese de Aparecida (SP)

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.