Por Elisangela Cavalheiro Em Igreja

As chagas de São Francisco

Hoje celebramos São Francisco, o santo italiano que deixou uma mensagem contundente sobre o amor aos mais pobres e o cuidado com a criação de Deus. Nesse dia em muitas dioceses é celebrada a memória deste santo sob o título de São Francisco das Chagas. Para comprender mais sobre as chagas ou estigmas de Francisco, o A12 conversou com o frei Gustavo Medella do Convento São Francisco de São Paulo, na capital.

O religioso franciscano explica o que são as chagas e quando São Francisco recebeu esses sinais e apresenta uma reflexão sobre como essa devoção pode trazer uma mensagem sobre o sofrimento aos cristãos. Ouça a entrevista:

As chagas ou estigmas que muitos santos receberam tal como ocorreu com o santo de Assis são o sinal de Deus na vida desses homens e mulheres. Essa marca, nos santos, representa que Deus encontrou ali plena abertura e a máxima liberdade para a sua presença. 

Os estimas de São Francisco de Assis são recordados pela Família Franciscana na festa chamada Impressão das Chagas de São Francisco. A memória dessa festa é celebrada todo dia 17 de setembro, que lembra o mesmo dia no ano de 1224, quando ele recebeu os sinais da Paixão de Cristo em seu próprio corpo e que permaneceram até sua morte.

A introdução litúrgica da Missa e Liturgia das Horas diz sobre essa festa:

“O Seráfico Pai Francisco, desde o início de sua conversão, dedicou-se de uma maneira toda especial à devoção e veneração do Cristo crucificado, devoção que até a morte ele inculcava a todos por palavras e exemplo. Quando, em 1224, Francisco se abismava em profunda contemplação no Monte Alverne, por um admirável e estupendo prodígio, o Senhor Jesus imprimiu-lhe no corpo as chagas de sua paixão. O Papa Bento XI concedeu à Ordem dos Frades Menores que todos os anos, neste dia, celebrasse, no grau de festa, a memória de tão memorável prodígio, comprovado pelos mais fidedignos testemunhos". 

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.