Igreja

Com frio intenso, Diocese de Caxias do Sul amplia ajuda à população de rua

Escrito por Polyana Gonzaga

29 JUL 2021 - 11H50 (Atualizada em 29 JUL 2021 - 15H18)

Divulgação/Diocese de Caxias do Sul Hospedagem Solidaria da Diocese de Caxias do Sul (Divulgação/Diocese de Caxias do Sul)

Na semana em que o Rio Grande do Sul enfrenta a passagem de uma nova frente fria, trazendo neve e derrubando as temperaturas até abaixo de zero, a Diocese de Caxias do Sul intensifica suas iniciativas para ajudar a população mais vulnerável a enfrentar o inverno.

Ontem (28), Caxias do Sul registrou neve e chuva congelada. Os próximos dias seguem com previsão de frio intenso.

A Hospedagem Solidária da Diocese de Caxias do Sul, que está em operação desde maio, precisou aumentar o número de vagas para acolhimento do público masculino em situação de rua. A acolhida é feita no salão da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, que oferece refeições, cobertores e atendimento médico e psicológico.

Leia MaisO melhor remédio é a solidariedadeO olhar da solidariedade socialPromovida pela Pastoral das Pessoas em Situação de Rua, a Hospedagem Solidária passou de 35 para 85 lugares. A ação conta com a ajuda de cerca de 300 voluntários que preparam as refeições, distribuem doações de cobertores e roupas.

Em entrevista ao A12, o bispo de Caxias do Sul, Dom José Gislon, destacou que as ações tem objetivo de proteger esse público do frio e também levar um pouco mais de dignidade para a vida dessas pessoas.

“São histórias pontuadas por dor e sofrimento. São filhos de Deus que merecem compaixão e amor em nome do Evangelho que professamos. Em um mundo onde vemos tanta indiferença, jamais podemos fechar nosso coração para fazer o bem. Temos que continuar a cuidar da vida, dom de Deus”, afirmou Dom José Gislon.

As ações acontecem desde maio e seguem até setembro, período de frio mais intenso na região.

A Hospedagem Solidária funciona de segunda-feira a domingo e conta com a colaboração de voluntários de diversos grupos e movimentos da Igreja Católica, além do apoio da Fundação de Assistência Social (FAS) e da Guarda Municipal de Caxias do Sul. Os “Médicos do Mundo”, que reúne médicos, enfermeiros, dentistas, podólogos, psicólogos e demais profissionais da saúde ligados às instituições de ensino superior da cidade, irão realizar a avaliação de cada um dos usuários do serviço.

Após a triagem, nos casos de sintomas de Covid-19, a equipe da FAS fará a remoção para a Casa Irmã Dulce, onde irá acontecer a quarentena destas pessoas, com todos os cuidados necessários. O abrigo funciona seguindo todas as medidas de prevenção à Covid-19.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Polyana Gonzaga, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.