Por Polyana Gonzaga Em Igreja

Como se preparar para a Santa Missa?

A Igreja recomenda aos fiéis que participem da Santa Missa todo domingo e nas festas de preceito, aconselha que dela se participe também nos outros dias e se preparem para a Eucaristia.

A Eucaristia é o mistério da fé, o sacramento perfeito do amor de Deus. A fé fundamentalmente é um Deus que nos ama incondicionalmente sem nenhuma medida.

Foto de: Thiago Leon

rezar_missa_Thiago_leon

Segundo o assessor das Pastorais Sociais da Arquidiocese de Aparecida (SP), padre André Pizani, na Eucaristia, nós alimentamos a nossa fé para depois vivê-la na comunidade.

“Isso quer dizer que para viver plenamente a Eucaristia é preciso assumir um compromisso nos ambientes em que nós frequentamos, seja em casa, no trabalho, na escola, universidade, sendo luz de Cristo no mundo, refletindo o que a liturgia nos ajudou a meditar e celebrar”, afirmou.

Ao responder sobre como os cristãos podem viver a Celebração Eucarística, o Missionário Redentorista, padre Domingos Sávio, afirma que é necessário nos permitir ser amados por Deus incondicionalmente em Jesus e procurar dar uma resposta a este amor.

“Celebrar a Eucaristia é celebrar Jesus e a nossa vida. Nós nos preparamos para celebrar a Eucaristia quando trazemos tudo o que nós somos, com nossas grandezas, nossas misérias, com a nossa vontade de superar”, afirmou padre Domingo Sávio.

Padre André Pizani explicou a necessidade ou não do jejum eucarístico antes das celebrações.

O sacerdote destacou que Código de Direito Canônico recomenda no cânon 919, recomenda que “§ 1. Quem vai receber a santíssima Eucaristia, abstenha-se, pelo espaço de ao menos uma hora antes da sagrada comunhão, de qualquer comida ou bebida, exceto água ou remédios”. O Código de Direito Canônico ainda recomenda que as pessoas de idade avançada e as que padecem de alguma doença, e ainda quem as trata, podem receber a santíssima Eucaristia, mesmo que dentro da hora anterior tenham tomado alguma coisa.

“O jejum nos ajuda a nos exercitarmos no autocontrole, no domínio dos impulsos e das paixões desordenadas, por isso, por meio dele, nos prepararmos melhor para a Celebração Eucarística. É importante que pensemos também no jejum das palavras e pensamentos, de tal modo que a Palavra meditada encontre terra boa em nosso coração”, afirmou padre Pizani.

Padre Domingos Sávio destacou também a importância do silêncio e contemplação durante a Celebração Eucarística.

“O silencio é indispensável. Em toda celebração, seja batismo, crisma, ordenação, matrimônio ou na Eucaristia existe a Palavra de Deus. Cantar e rezar é uma maneira de falar com Deus, mas Ele quer ter um momento onde possa falar conosco, tocar o nosso coração pela Sua Palavra”.

8 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Polyana Gonzaga, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.