Por Redação A12 Em Igreja

Exposição celebra centenário de frei que se destacou como artista plástico em Goiás

Foto de: Puc Goiás.

Frei Confaloni

Frei Confaloni
* Itália, 1917   + Goiânia, 1977

O centenário do nascimento do frei Nazareno Confaloni terá programação comemorativa durante todo o ano de 2017. A PUC Goiás, em parceria com a Ordem dos Pregadores (Frades Dominicanos), realiza a exposição Centenário Confaloni, com parte do acervo do artista e religioso italiano, na Galeria PUC, que fica na Praça Universitária.

A exposição aberta no final de janeiro segue até o dia 30 de março, das 9h às 12 horas e das 15h às 20 horas, de segunda a sexta-feira, e receberá escolas do município com visitas agendadas. Também será oferecida oficina gratuita de Arte e Educação.

Frei Confaloni é considerado um divisor de águas na história das artes em Goiás e influenciou o trabalho de artistas contemporâneos, como Siron Franco, Ana Maria Pacheco e Amaury Menezes, todos alunos em algum momento de Confaloni, morto em 1977.

O espaço abrigará 46 obras do italiano, produzidas nas décadas de 1950, 1960 e 1970. São, na maioria, pinturas sobre tela, algumas xilogravuras e alguns exercícios didáticos. O religioso foi professor da Escola de Belas Artes em Goiânia. As obras retratam, em especial, o período que ele viveu nesse estado. A exposição reunirá os acervos da PUC Goiás e da Paróquia São Judas Tadeu.

“Vamos mostrar um período importante da produção de Confaloni e dar essa visão geral da obra dele. Temos inclusive obras acadêmicas, algumas que não estão acabadas”, explica o coordenador da exposição e do curso de Design da PUC Goiás, Marcelo Granato.

Foto de: Puc Goiás. 

Acervo Frei Confaloni, Maternidade, 1970 (Puc Goiás)

Obra, Maternidade, de 1970. 

Sobre o papel de Confaloni nas artes goianas, Granato afirma: “ele praticamente inaugura a arte moderna em Goiás. Sua presença é vital para o ambiente artístico, da modernização, do fomento do movimento artístico em Goiás. É um patrono. Traz essa mudança e essa revolução para nós”, explica ele.

Frei Confaloni veio da Europa para Goiás na década de 1950, quando já era um artista e trouxe uma nova fronteira para as artes plásticas. Ainda na mesma década, ajudou a fundar a Escola de Belas Artes de Goiás, que depois se tornou parte da Universidade de Goiás, hoje PUC Goiás. Os desenhos, além da inspiração religiosa, trouxeram novos conceitos para a representação artística no Estado. 

Serviço

Exposição Centenário Confaloni
Local: Galeria PUC – Área 3, Praça Universitária
Horário: 9h às 12 horas e 15h às 20 horas
Agendamento e informações: 3946-1361 (matutino e vespertino)

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.