Por Redação A12 Em Igreja

Igreja onde morou Dom Helder é reaberta depois de reforma

A Capela Nossa Senhora da Assunção conhecida como Igreja das Fronteiras, no bairro da Boa Vista, Centro de Recife (PE), reabriu as suas portas no último domingo (28). A igreja tem a sua existência marcada por diversos acontecimentos na história pernambucana, entre eles ter sido a residência de dom Helder Câmara até sua morte, em 1999, e de ter recebido de dom Pedro II o título de “Imperial Capela”, que até hoje pode ser conferido no emblema real fixado em sua fachada. 

Foto de: reprodução. 

igreja_fronteiras

A cerimônia de reabertura marcou também o 
aniversário de 107 anos de nascimento
de dom Helder, celebrado no dia 07 de fevereiro. 

A construção do século XVII considerada Patrimônio Histórico pelo IPHAN desde 1949, passou por diversas reformas, desde a reconstrução do Altar Mor, a substituição de várias peças de madeira e esquadrias, descupinização e pintura e limpeza dos santos. 

A cerimônia de reabertura marcou também o aniversário de 107 anos de nascimento de dom Helder, celebrado no último dia 07. A programação contou com uma missa presidida pelo padre José Augusto Esteves, capelão da Igreja das Fronteiras e uma reflexão sobre o tema ‘Alguns caminhos ecumênicos de Dom Helder’ pelo historiador Biu Vicente. 

A Igreja das Fronteiras mantém uma exposição permanente de 900 peças de Dom Helder, incluindo batinas, condecorações, prêmios, textos manuscritos, cálices, fotografias e outros objetos. Os visitantes ainda podem conferir o quarto onde o arcebispo viveu por 31 anos. No local também está sediado o Centro de Documentação Dom Helder Câmara, que preserva toda a produção literária de Dom Helder.

Dom Helder Câmara

Dom Helder foi um dos maiores líderes da Igreja Católica, reconhecido por sua atuação na defesa dos direitos humanos e sociais. Foi um dos fundadores da CNBB, em 1952, e seu primeiro secretário geral. 

O Servo de Deus nasceu no dia 07 de fevereiro de 1909, em Fortaleza (CE) e faleceu no dia 27 de agosto de 1999, em Recife, Pernambuco. Publicou 23 livros, sendo 19 deles traduzidos para 16 idiomas, recebeu 716 títulos de homenagem e condecorações, foi membro de 41 organizações internacionais e 05 nacionais, recebeu 32 títulos de Doctor Honoris Causa no Brasil e exterior, sendo 05 em Direito, e recebeu ainda 25 Prêmios da Paz. Dom Helder foi indicado quatro vezes ao Prêmio Nobel da Paz, entre 1970 e 1973. 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.