Por *Eduardo Gois Em Igreja Atualizada em 24 JUL 2018 - 11H15

Juazeiro do Norte (CE) celebra 84 anos de morte de Padre Cícero


Eduardo Gois/A12
Eduardo Gois/A12

A Padroeira de Juazeiro do Norte (CE) é Nossa Senhora das Dores, mas bem que poderia ser o Padre Cícero, caso ele fosse um santo. A figura do sacerdote é viva e marcante por toda a cidade, mesmo ele tendo falecido há exatos 84 anos, tempo em que só cresce a fama e as lembraças sobre o "Padim Ciço".

São diversos romeiros e romeiras que alimentam a esperança constante do padre virar um santo da Igreja católica.

Eduardo Gois/A12
Eduardo Gois/A12

Neste 20 de julho, aconteceu a Romaria pelos 84 anos de morte, o evento reuniu cerca de 70 mil fiéis em frente a Capela do Socorro, local onde estão enterrados os restos mortais do padre.

Felipe Guimarães
Felipe Guimarães
Túmulo do Padre Cícero na Capela do Socorro

A celebração foi presidida pelo Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro (RJ), Dom Orani Tempesta e foi carregada de muita fé e emoção dos devotos, em sua maioria, vindos do interior de diversos Estados do nordeste ou mesmo da Cidade de Juazeiro do Norte.

Felipe Guimarães
Felipe Guimarães
Padre Cícero José, reitor do Santuário Mãe das Dores

O reitor do Santuário Mãe das Dores, Igreja Matriz da cidade, Padre Cícero José, conta que para o Romeiro o Padre Cícero não morreu: "O romeiro diz que o padrinho Cícero, na verdade, ele se mudou. O povo vem, veste preto e cria uma experiencia que vem já de muito tempo, desde o falecimento, daquele que fez o encontro com Deus, sofreu desafios, mas permaneceu na Igreja.

Felipe Guimarães
Felipe Guimarães

A devota Francisca da Silva Menezes, mora na cidade de Juazeiro do Norte e relata que fez uma promessa e alcançou. "Eu fumava e tinha um problema grande na garganta e fiz uma promessa para Padrinho Cícero. Então eu defendo ele e sei que ele é santo e digo a todos que não precisa mudar de religião para ter fé".

Felipe Guimarães/A12
Felipe Guimarães/A12

Já a Dona de Casa, Maria da Luz Silva, vem em romaria de 30 pessoas, várias vezes ao ano, ela viaja por mais de 500 km de Santa Brígida (BA) até Juazeiro do Norte e não abre mão da tradição, já tão constante em sua vida, que tem alimentado o desejo de morar na cidade. "Ele é milagroso! Sou romeira dele com muito orgulho", exclama.

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por *Eduardo Gois, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.