Por Eduardo Gois Em Igreja Atualizada em 21 FEV 2020 - 10H08

Conheça a Pastoral Familiar

Carolina Alves
Carolina Alves


A Pastoral Familiar no Brasil tem a sua base de trabalho na comunidade paroquial e se organiza em nível nacional, por regionais, por dioceses e também por paróquias, onde acontece de fato o desenvolvimento dos trabalhos. Algumas tarefas sempre são apropriadas para a Pastoral Familiar, como, por exemplo:


Preparar noivos;
Atender casais de segunda união;
Acompanhar a formação de famílias em conflito e com desestruturação.

Segundo informações da Comissão Episcopal para a Vida e a Família, toda a Igreja é Família e, portanto, todas as atividades dizem respeito à pastoral. Sendo assim, torna-se um grupo articulador dentro da Igreja.

Desafios


O grande desafio da
Pastoral Familiar atualmente é o de
apresentar ao ser humano uma opção diante da variedade de filosofias, conceitos, ideias e religiões. De acordo com a Comissão Episcopal para a Vida e a Família, a Igreja Católica tem consciência da importância da família, mas muitos não têm. Então, é preciso que a Igreja entre por dentro das próprias estruturas, junto com a Pastoral Familiar, somando com as diversas pastorais, como a Catequese, a Pastoral da Juventude, com o trabalho feito pela Pastoral Carcerária, com a Pastoral da Criança e tantas outras pastorais da Igreja.

Avanços


A Comissão Episcopal para a Vida e a Família classifica que
é preciso haver avanços não só em um aspecto, mas em muitos:
Que pastoral não se forme como um grupo fechado dentro das comunidades a falar da família;
Que seja um leque articulador de toda a comunidade;
Que a Igreja a entenda como um eixo de toda a evangelização dentro da comunidade, mas, ao mesmo tempo, saber que fora da Igreja também há um campo de articulação;
Que ajude incentivando definições de políticas públicas e leis que favoreçam a família;
Que cada vez mais forme famílias sólidas.

.:: Vídeo explica tudo sobre a Pastoral Familiar no Brasil. Veja abaixo:

Outras iniciativas da Pastoral 


Semana Nacional da Vida 

De 1º a 8 de outubro de 2019, a Igreja no Brasil celebra a Semana Nacional da Vida e o Dia do Nascituro. A iniciativa, promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), por meio da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família, propõe neste ano o tema: “Em família defendemos a vida! Com alegria e esperança”. 

No dia 1º de outubro, todas as igrejas são convidadas a soar os sinos às 12h, às 15h e às 18h e fazer a Oração do Nascituro. Para o dia 8 de outubro, o convite é para a Vigília pela Vida: “Acender o maior número de velas, simbolizando a luz de Cristo, que dá sentido à nossa vida". 

É um momento propício não só para celebração, mas também para reassumir o compromisso de defesa da vida, em todas as suas fases. O objetivo é propor à sociedade o debate sobre os cuidados, proteção e a dignidade da vida humana, em todas as suas fases, desde a concepção até o seu fim natural.

Hora da vida


Para a celebração da Semana Nacional da Vida, a Comissão Vida e Família e a Pastoral Familiar preparam anualmente o subsídio “Hora da Vida", com conteúdos para reflexão, orações e informações relacionadas à vida e à sociedade.

Semana Nacional da Família 

Shutterstock
Shutterstock


Promovida pela
Pastoral Familiar, a Semana Nacional da Família é uma expressão muito forte da pastoral em todo o país. Começou com uma programação especial dentro da Igreja e depois descobriu uma vocação missionária.

Hoje, a Semana da Família é preparada para que as pessoas possam levar conscientização para a sociedade, através dos meios de comunicação, escolas, associações e ambientes da sociedade onde as pessoas estão reunidas.

Em agosto passado, a Comissão Episcopal Pastoral Para a Vida e a Família celebrou a Semana Nacional da Família. Com a temática “A família, como vai?”, celebrou em 2019, o jubileu de prata (25 anos) da Campanha da Fraternidade de 1994, que trouxe o mesmo tema. A proposta foi indicar a necessidade de a família vivenciar uma profunda experiência de Jesus e da sua Palavra para conseguir vencer os desafios e dificuldades que encontra em seu caminho e, assim, compreender seu papel evangelizador na Igreja e na sociedade.

Simpósio e a peregrinação das Famílias em Aparecida





Leia MaisDivulgada programação do Simpósio e Peregrinação Nacional das FamíliasO Santuário Nacional de Aparecida acolhe todos os anos a Peregrinação e o Simpósio Nacional das Famílias. O evento acontece sempre no mês de maio, com programação no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida e na Basílica do Santuário Nacional.

Como foi em 2019? 


Refletindo o tema ‘Em Família, defendemos a Vida!’ e o lema ‘A Família, como vai?’, a peregrinação em 2019, quis promover o respeito à vida humana e a valorização da família no seio da Igreja e da sociedade. O tema central foi refletido chamando a atenção das pessoas para o comprometimento com a defesa integral da vida.

A programação trouxe, durante todo o dia, diversas conferências. Uma delas conduzida pelo Padre Zezinho, refletindo o lema ‘A Família, como vai?’. Nas demais conferências do simpósio, houve reflexão sobre as realidades atuais, como a "Valorização da vida e Suicidologia" e "o cuidado centrado na pessoa"Para contextualizar ainda mais o tema central, testemunhos de lideranças da Igreja contribuíram com a caminhada pessoal de cada agente em defesa da vida.

O evento fechou o encontro com um show em ‘Tributo à Vida’, com a participação 12 bandas, que animaram as famílias com canções que fortalecem a consciência da valorização da vida.

Show pela vida - Vida In concert: "Em família defendemos a vida". Veja abaixo a íntegra do show.

O que é o Simpósio e a peregrinação das famílias?

A Igreja tem se preocupado com a formação dos agentes que são da Pastoral Familiar. Portanto, foi estabelecido um dia por ano, no mês de maio, para que todos se encontrem no Santuário Nacional de Aparecida. É o primeiro momento de concentração das famílias de todo o Brasil durante o ano.

O simpósio sempre acontece no Centro de Eventos Padre Vitor Coelho de Almeida, localizado também no Santuário Nacional, que engloba:
Dia de estudo;
Trata de temas fundamentais sobre família e sociedade;
Ouve-se testemunhos;
Momentos de oração.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Eduardo Gois, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.