Por Valquíria Vieira Em Igreja

Psicólogo fala dos presentes de Natal e a transmissão de valores não materiais

Às vésperas do Natal, as pessoas estão correndo para comprar os últimos presentes, as lembrancinhas, gastando um pouco mais no cartão de crédito e preocupadas em fazer aqueles que amam mais felizes com lindos presentes. Por isso, o A12.com conversou com o psicólogo Gabriel Franco, que falou como o ato de presentar traz, na verdade, mais valores não materiais do que materiais.

“Não devemos afirmar que todo bem material traz somente algo superficial, e que não tem valor; todo símbolo, objeto traz um valor embutido, o problema talvez esteja em como os valores estão sendo separados desses bens materiais”, colocou.

Ouça a reflexão do psicólogo sobre como a forma de presentar pode transmitir estimas superiores ao valor monetário.

 

Para Gabriel Franco, a forma de presentear é mais importante do que o próprio presente:

“Sendo acolhedor você já está construindo um contexto, uma situação de felicidade, que muitas vezes podemos chamar de presentes ou ato de presentear o outro. É você presentear com sua própria experiência, com a sua vida, para a vida do outro. Então esse ato de estar perto, de transmitir valores e trocar experiências de vida também pode ser considerado um meio de presentear”, apontou.

Entenda o que o psicólogo aponta como uma boa forma de presentear.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Valquíria Vieira, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.