Por Redação A12 Em Evangelhos Atualizada em 02 MAR 2018 - 10H08

Evangelho em Libras | 3º Domingo da Quaresma – Ano B


Reflexão: Padre Luiz Camilo Jr - C.Ss.R
Intérprete: Kiara Maria Socuta Quintanilha

Evangelho Deus Conosco dia a dia – Editora Santuário
(Jo 2,13-25)

Leia MaisSalmos em sua Essência | Ano B – 3º Domingo da Quaresma - Salmo 18Estava próxima a Páscoa dos judeus e Jesus subiu a Jerusalém. No Templo, encontrou os vendedores de bois, ovelhas e pombas e os cambistas que estavam aí sentados. Fez então um chicote de cordas e expulsou todos do Templo, junto com as ovelhas e os bois; espalhou as moedas e derrubou as mesas dos cambistas. E disse aos que vendiam pombas: “Tirai isso daqui! Não façais da casa de meu Pai uma casa de comércio!”
Seus discípulos lembraram-se, mais tarde, que a Escritura diz: “O zelo por tua casa me consumirá”. 
Então os judeus perguntaram a Jesus: “Que sinal nos mostras para agir assim?”
Ele respondeu: “Destruí este Templo, e em três dias eu o levantarei”. 
Os judeus disseram: “Quarenta e seis anos foram precisos para a construção deste santuário e tu o levantarás em três dias?”
Mas Jesus estava falando do Templo do seu corpo. Quando Jesus ressuscitou, os discípulos lembraram-se do que ele tinha dito e acreditaram na Escritura e na palavra dele. 
Jesus estava em Jerusalém durante a festa da Páscoa. Vendo os sinais que realizava, muitos creram no seu nome. Mas Jesus não lhes dava crédito, pois ele conhecia a todos; e não precisava do testemunho de ninguém acerca do ser humano, porque ele conhecia o homem por dentro. 
— Palavra da Salvação. 
— Glória a vós, Senhor!

Reflexão
O terceiro domingo da quaresma traz para a nossa reflexão o tema do zelo pela casa de Deus. Este tema traz um importante ensinamento para nossa caminhada de fé e nos ajuda a viver o verdadeiro sentido de ser Igreja.
Jesus vai dizer que “o zelo pela casa de Deus o consome”. Jesus se deixa consumir de zelo e nos ensina a fazer o mesmo. Pois zelar pela casa de Deus é zelar por tudo aquilo que pertence a Deus. Zelar pela casa de Deus é zelar pela vida e pela dignidade das pessoas. Por isso, no Evangelho, vemos uma das poucas cenas onde Jesus fica irritando pelo comportamento das pessoas que transformaram a casa de Deus, de casa de Oração, em casa de comércio. Os próprios sacerdotes do templo lucravam com o comércio religioso que era feito na entrada do templo. E na ganância de se obter bens materiais em troca de favores espirituais, os que mais sofriam eram os pobres e os humildes, que eram explorados em sua fé.
Jesus se choca com as atitudes das pessoas que se diziam religiosas, mas que tinham práticas completamente contrárias aos mandamentos de Deus. Pessoas que usavam a própria religião e os espaços sagrados para lucrar sobre os outros, para levar vantagem sobre a fé das pessoas. Essas atitudes incomodam tanto a Jesus que ele pega um chicote e expulsa os vendilhões do templo e derruba a mesa dos cambistas. 
Essa atitude de Jesus nos ensina a zelar com amor pela casa de Deus, pelas coisas sagradas e a zelar também pela vida das pessoas e pela criação. Deus habita o ser humano. Deus habita o mistério da criação. Pois tudo o que é de Deus merece nosso respeito.

.:: Acesse a Liturgia do dia 

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.