Por Redação A12 Em Evangelhos Atualizada em 19 JAN 2018 - 09H37

Evangelho em Libras | 3º Domingo do Tempo Comum – Ano B


Reflexão: Padre Luiz Camilo Jr - C.Ss.R
Intérprete: Kiara Maria Socuta Quintanilha

Evangelho Deus Conosco dia a dia – Editora Santuário

(Mc 1,14-20)

Depois que João Batista foi preso, Jesus foi para a Galileia, pregando o Evangelho de Deus e dizendo: “O tempo já se completou e o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no Evangelho!”
E, passando à beira do mar da Galileia, Jesus viu Simão e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores. 
Jesus lhes disse: “Segui-me e eu farei de vós pescadores de homens”. 
E eles, deixando imediatamente as redes, seguiram a Jesus. 
Caminhando mais um pouco, viu também Tiago e João, filhos de Zebedeu. Estavam na barca, consertando as redes; e logo os chamou. Eles deixaram seu pai Zebedeu na barca com os empregados, e partiram, seguindo Jesus. 
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor. 

Reflexão
O tema do chamado continua presente na liturgia deste domingo. Este tema aparece forte na Liturgia da Palavra para que não esqueçamos que todos somos chamados por Deus para uma missão. Estamos rezando o início da missão de Jesus, por isso sua palavra nos convida a nos unirmos a Ele para a construção do Reino do Pai.
O Evangelho vai falar do chamado dos quatro primeiros discípulos: Pedro, André, Tiago e João. Todos eram pescadores. Jesus, ao se encontrar com eles, faz um desafio, os convida a deixarem de ser pescadores de peixes para se tornarem pescadores de gente. A Galileia é território de missão, lugar de desafios e é dentro desta realidade que Jesus chama seus primeiros discípulos. Porém são poucos ainda que se dispõem a trabalhar pelo Reino de Deus. São muitas as pessoas com fome de Deus, mas são poucos os que querem levam Deus para as pessoas. 
Marcos inicia o Evangelho dizendo que o chamado dos primeiros discípulos acontece após a prisão de João Batista, para dizer que era um tempo de sofrimento, de perseguição e de morte. Por isso Jesus lança um desafio aos que ele chama, para que estejam inteiramente disponíveis para a missão. É preciso deixar as redes e o barco e se colocar no caminho com ele.
Jesus continua passando em nosso meio e nos chamando para sermos com Ele pescadores de gente. E basta olhar a nossa volta para perceber as situações que precisam que anunciemos uma palavra de esperança e ofereçamos um gesto de amor. O Senhor nos convida e cabe a cada um de nós responder com liberdade e fidelidade. 



1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.