Por Redação A12 Em Evangelhos Atualizada em 16 MAR 2018 - 15H46

5º Domingo da Quaresma – Ano B


Reflexão: Pe. Luiz Camilo Jr - C.Ss.R
Interprete: Kiara Maria Socuta Quintanilha

Evangelho Deus Conosco dia a dia – Editora Santuário

(Jo 12,20-33)



Naquele tempo, havia alguns gregos entre os que tinham subido a Jerusalém, para adorar durante a festa. Aproximaram-se de Filipe, que era de Betsaida da Galileia, e disseram: “Senhor, gostaríamos de ver Jesus”. Filipe combinou com André, e os dois foram falar com Jesus. Jesus respondeu-lhes: “Chegou a hora em que o Filho do Homem vai ser glorificado. Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo que cai na terra não morre, ele continua só um grão de trigo; mas, se morre, então produz muito fruto. Quem se apega à sua vida, perde-a; mas quem faz pouca conta de sua vida neste mundo, conservá-la-á para a vida eterna. Se alguém me quer seguir, siga-me, e onde eu estou estará também o meu servo. Se alguém me serve, meu Pai o honrará. Agora sinto-me angustiado. E que direi? ‘Pai, livra-me desta hora?’ Mas foi precisamente para esta hora que eu vim. Pai, glorifica o teu nome!” Então, veio uma voz do céu: “Eu o glorifiquei e o glorificarei de novo!”

A multidão, que aí estava e ouviu, dizia que tinha sido um trovão. Outros afirmavam: “Foi um anjo que falou com ele”.  Jesus respondeu e disse: “Essa voz que ouvistes não foi por causa de mim, mas por causa de vós. É agora o julgamento deste mundo. Agora o chefe deste mundo vai ser expulso, e eu, quando for elevado da terra, atrairei todos a mim”. Jesus falava assim para indicar de que morte iria morrer. 

— Palavra da Salvação. 
— Glória a vós, Senhor! 

REFLEXÃO 

Estamos no último domingo antes da Semana Santa e o Evangelho continua fazendo apelos para a nossa conversão.  Estamos fazendo nossa caminhada com Jesus e queremos ir com Ele até o fim, até o momento da entrega na cruz. O início do evangelho deste domingo mostra alguns gregos querendo ver Jesus. O desejo de ver Jesus deve ser também nosso. Ver Jesus é muito mais do que enxerga-lo, é querer ter a vida transformada no encontro com ele. E em Jesus eles viram dois aspectos daquilo que o Messias é: Sofrimento e glória.

Há aqueles que só querem ver o Cristo na glória, que não aceitam passar pela experiência da cruz, da entrega da vida, da dor como consequência do amor. Por isso Jesus vai dizer que, “se o grão de trigo que cai na terra, não morre, permanece só um grão, mas se morre, gera vida”. Assim acontece com aquele que fez seu encontro com Jesus e se dispôs a segui-lo. Não podemos estar com Cristo só na glória da missão, é preciso também passar pela cruz da doação da própria vida. Perder a vida por amor a Ele é encontrar o verdadeiro sentido que a vida tem.

Pois a cruz não é o fracasso de Cristo, mas sim, sua vitória. E a glória de Cristo só foi possível porque Ele aceitou passar pela cruz. O apego a própria vida, nos impede de estar abertos para acolher a vida nova que o Cristo quer nos oferecer. É preciso morrer para o jeito de vida que o mundo nos oferece, mas nascer para vida que Cristo nos conquistou, com a doação de sua própria vida no altar da cruz. 

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.