Liturgia

Desvendando os mitos do Dia Nacional de Ação de Graças

Escrito por Redação A12

25 NOV 2021 - 10H10 (Atualizada em 25 NOV 2021 - 10H44)

gracas_a_deus

O costume de separar dias para ações de graças não é de origem recente. Era prática comum entre o povo nos tempos do Antigo Testamento. Por outro lado, o costume de dedicar um dia por ano para dar graças pelas bênçãos de Deus originou-se há séculos, na Europa, com celebrações para agradecer pelas colheitas de outono (mês de novembro no hemisfério norte). Nos Estados Unidos, a história do Dia de Ação de Graças começa com os colonos e índios, no século XVII.

A primeira celebração do Dia de Ação de Graças aconteceu em 1621 e foi feita pelos peregrinos ingleses que fundaram a colônia de Plymouth - que mais tarde se tornaria o estado de Massachusetts. A comemoração foi feita com a participação de índios, que levaram presentes e comida para a festa.

Dois anos depois, durante um período de seca, um dia que foi usado para jejum e preces acabou se transformando em outra celebração de ação de graças, porque choveu. O costume foi criando raízes entre os colonos, que sempre celebravam o "Thanksgiving" (ação de graças) em algum dia especial depois das colheitas.

Shutterstock
Shutterstock

Com o tempo, a tradição foi se modificando e a data passou a servir para agradecer também por outras coisas além da colheita. Em 1789, o presidente George Washington finalmente proclamou o Dia de Ação de Graças um feriado nacional. Aos poucos, os estados norte-americanos adotaram o feriado, mas nem sempre no mesmo dia, até que, em 1863, o presidente Abraham Lincoln proclamou a última quinta-feira de novembro o dia oficial para celebrar o “Dia de Ação de Graças”.

No Brasil, durante o governo do presidente Gaspar Dutra, o Congresso Nacional aprovou uma lei que consagrava a última quinta-feira do mês de novembro como o Dia Nacional de Ação de Graças. Porém, em 1966, o presidente Castelo Branco mudou a data para a quarta quinta-feira do mês de novembro, para coincidir com a celebração no resto do mundo. Neste ano de 2021, a comemoração é hoje, dia 25 de novembro, conforme o Diretório da Liturgia da CNBB.

Leia MaisGerando uma cultura do agradecimentoAo darmos graças a Deus por bênçãos materiais, agradeçamos-Lhe também pelo país celestial que Ele tem preparado para cada um de nós. Dar graças significa ter olhos para ver a mão de Deus agindo. Em tudo, dai graças. Aprendamos sempre dar graças a Deus, confiando na Sua bondade e sabedoria e crendo que Ele quer sempre o melhor para os Seus filhos.

A nossa conduta, como cristãos, tem que incluir, sempre, a gratidão. Dizer “graças a Deus” não pode ser uma coisa monótona, tem que ser a verdade expressa em nosso coração. Ser grato é uma grande virtude. Devemos dar graças a Ele por tudo o que temos. E nunca esquecer que tudo o que somos, tudo o que temos e o que seremos será sempre proveniente do amor, da graça e da misericórdia de Deus.

“Rendei graças, sem cessar e por todas as coisas, a Deus Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo!” (Efésios 5,20).

Acácio Carvalho
Escola Bíblica “Beato João Paulo II”
acaciovcarvalho@yahoo.com.br

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Liturgia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.