Por Marília Ribeiro Em Notícias Atualizada em 04 MAI 2022 - 15H05

Diocese de Crato anuncia data de beatificação da “Heroína da Castidade”

A menina Benigna passou a ser venerada como mártir na Região do Cariri e virou símbolo da resistência contra o feminicídio e a violência sexual de crianças e adolescentes

Nesta semana, a Diocese do Crato, no Ceará, anunciou em coletiva de imprensa, o dia 24 de outubro como data oficial para a beatificação da menina Benigna Cardoso, primeira beata do estado do Ceará.

Estiveram presentes o bispo diocesano de Crato, Dom Magnus Henrique, o vigário geral, padre José Vicente Pinto, o pároco de Santana do Cariri, padre Paulo Lemos, o coordenador da comissão para a beatificação, padre Wesley Barros, e o coordenador de comunicação, padre José Fabiano.

Reprodução CNBB
Reprodução CNBB


A promulgação na qual o Papa Francisco autoriza sua beatificação aconteceu em 02 de outubro de 2019. A beatificação, que anteriormente deveria acontecer em 2020, foi adiada devido à pandemia da Covid-19.

A confirmação da nova data foi uma resposta do prefeito da Congregação para a Causa dos Santos a uma carta escrita pelo bispo diocesano, dom Magnus Henrique, e enviada no final do mês de fevereiro, propondo três datas para a beatificação. A resposta chegou à diocese de Crato no último dia 28 de abril. Na carta, o cardeal apresenta a data de 24 de outubro, dia de importante simbologia, pois marca a data do martírio da Serva de Deus Benigna Cardoso.

A solene celebração será realizada na Praça da Catedral de Nossa Senhora da Penha, no Crato, e presidida pelo cardeal Marcello Semararo, prefeito da Congregação das Causas dos Santos.

Na coletiva também foi apresentado o logotipo oficial que será usado nos preparativos e no dia da celebração da beatificação.

Reprodução Diocese de Crato
Reprodução Diocese de Crato


O logotipo oficial da beatificação de Benigna Cardoso da Silva, virgem e mártir, foi idealizado a partir do formato de uma Cruz, símbolo que evoca a centralidade da fé cristã, o mistério pascal: paixão, morte e ressurreição de Jesus. Na cruz foram inseridos os elementos que evocam a vida e o ambiente de Benigna, uma referência à realidade humana assumida por Cristo.

O coordenador da comissão para a beatificação, Padre Wesley Barros comentou ainda sobre a reconstrução facial de Benigna, que está sendo feita pelo perito forense doutor Cícero Moraes e equipe, com base nos dados oferecidos pela Igreja, provenientes dos parentes consanguíneos dela.

Acredito que essa será uma outra notícia especial que daremos nos próximos meses, de poder apresentar, com embasamento científico, a face de Benigna Cardoso”.

Sobre Benigna Cardoso
Reprodução Diocese de Crato
Reprodução Diocese de Crato


Benigna Cardoso nasceu 
15 de outubro de 1928, no Sítio Oitis, Distrito de Inhumas, em Santana do Cariri   . Em 1941, aos 13 anos de idade, ela foi assassinada com golpes de facão dados por Raul Alves, após ela se recusar a ter relações sexuais com o criminoso. Após a morte, a Menina Benigna passou a ser venerada como mártir na Região do Cariri e virou símbolo da resistência contra o feminicídio e a violência sexual de crianças e adolescentes, se tornando conhecida como “heroína da castidade”A peregrinação pelo local onde Benigna viveu possui uma capela e um memorial

Leia MaisMenina Benigna, a heroína da castidadeO processo de beatificação foi aberto em 2011, dois anos depois foi aceito pelo Vaticano. Após ser aprovado, ela foi aclamada “Serva de Deus”, em seguida, ao apresentar as virtudes necessárias, foi proclamada “Venerável”. Com a beatificação, primeiro passo para a canonização, a Igreja reconhece oficialmente a fama e o testemunho de santidade de Benigna, pelas suas virtudes cristãs.

O relato mais antigo a respeito do martírio de Benigna é a inscrição que padre Cristiano Coelho, então pároco da Paroquia de Senhora Santana deixou ao lado do registro do seu batistério:

Morreu martirizada às quatro horas da tarde do dia 24 de outubro de 1941, no Sítio Oiti, heroína da castidade. Que sua santa alma converta a freguesia e sirva de proteção às crianças e as famílias da paróquia. São os votos que faço a nossa santinha”.

Fonte: CNBB, Vatican News e Diocese de Crato

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Marília Ribeiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.