Por Redação A12 Em Redação A12 Atualizada em 19 DEZ 2019 - 11H29

Retrospectiva: Três lições que aprendemos em 2019

Relembre três assuntos que você pode ter perdido no Redação A12 ao vivo

O Redação A12 ao vivo chega a sua edição de retrospectiva de 2019. Os jornalistas Eduardo Gois e Elisangela Cavalheiro comentam assuntos que marcaram o ano. No primeiro de três programas, os assuntos em destaque são sobre Padre Vitor Coelho de Almeida, a Campanha da Fraternidade 2019 e o Papa Francisco.

Confira um pouco do bate papo dos jornalistas sobre cada um dos assuntos em destaque.

Gustavo Cabral/A12
Gustavo Cabral/A12

Padre Vitor Coelho, apóstolo de Aparecida


Eduardo Gois recordou a entrevista com Irmão José Mauro Maciel sobre a vida e o legado de Padre Vitor Coelho de Almeida. Ir. Maciel é responsável pelo Memorial Redentorista, que guarda a história e a lembrança dos padres e irmãos redentoristas, pioneiros nos trabalhos de evangelização da Província de São Paulo.

Sobre Padre Vitor, Ir. Maciel lembrou que, para Santo Afonso, fundador da Congregação do Santíssimo Redentor, o verdadeiro e autêntico missionário é aquele que tem conhecimento e consciência não só da doutrina, mas também da consciência humana e tem uma linguagem profunda e familiar, tal como Padre Vitor.

A jornalista Elisangela Cavalheiro comentou que Padre Vitor marcou a história da cidade de Aparecida, sendo um grande comunicador através das ondas da Rádio AparecidaResponsável pela editoria Redentorista no A12 e conhecedora da história de padre Vitor, Elisangela falou sobre a linguagem simples do missionário, que sempre falava sobre Maria, sobre as questões da Igreja e foi fundamental para a expansão da Rádio Aparecida através da Família Clube dos Sócios.

Sabendo que após o Concílio Vaticano II, surgia uma Igreja com maior participação dos leigos na ação eclesial, na evangelização e a adaptação e discernimento das novas linguagens aos nossos tempos, padre Vitor já se utilizava de uma comunicação simples, popular e próxima do povo através da Rádio Aparecida.

A vida de santidade de padre Vítor Coelho de Almeida está sendo analisada pelo Vaticano por meio de um processo de beatificação.

:: Veja o infográfico que conta a vida do Padre Vítor 

Campanha da Fraternidade 2019


Em 2019, a Campanha da Fraternidade tratou do tema das políticas públicas. O tema foi amplamente publicado no A12 através da página A12.com/campanhadafraternidade

O Redação A12 recordou também a entrevista com o jornalista da TV Aparecida, Marcelo Zanini e o assessor da Campanha da Fraternidade da Arquidiocese de Aparecida (SP), Padre Moisés Júnior.

:: Fraternidade e políticas públicas é tema do Redação A12 ao vivo

Leia MaisQuaresma, Campanha da Fraternidade e Semana Santa são tema do 'Redação A12 ao vivo'Descomplicando a Campanha da Fraternidade 2019O tema de 2019 propôs a participação popular, abrindo caminhos novos para que as pessoas possam viver na condição de cidadãos. Os jornalistas falaram sobre a desigualdade social, desemprego, corrupção e que a Campanha da Fraternidade é uma maneira de atuação da Igreja dentro da sociedade.

O Evangelho também pode ser anunciado nesses meios de atuação e a Igreja tem a preocupação com a pessoa humana. A CF 2019 quis tratar da consciência pública, da importância dos cristãos participarem da política, das questões da sociedade para fortalecer a cidadania e o bem comum.

Outro episódio do Redação A12 ao vivo lembrado pela Elisangela e Eduardo, trouxe o diretor do A12, padre Camilo Júnior, e o padre Pedro Cunha, sacerdote da Diocese de Lorena. Políticas públicas é um tema forte e que precisa ser esclarecido aos cristãos. A Igreja reconhece que, como cristãos, precisamos crescer na dimensão da Fraternidade. A Fraternidade se demonstra nas várias dimensões das relações humanas.

Quando a Igreja traz essa questão para reflexão é para que iluminados pelos valores do Evangelho, possamos assumir um compromisso maior na transformação da sociedade. Ser cristão é também ser um bom cidadão. Quanto mais exercemos nossa cidadania, mais podemos transformar o ambiente em que vivemos.

Papa Francisco


Os jornalistas do A12 comentaram uma entrevista com o padre Pedro Cunha sobre notícias falsas e inúmeras críticas ao Papa Francisco ao longo do ano. O sacerdote destacou que algumas dessas críticas ao Pontífice não tem fundamento e seriedade. Ele ressaltou uma forte característica do Papa Francisco em acolher a toda pessoa humana.

A12
A12


“O Papa Francisco vive a partir do Evangelho e ao criticar o Papa estamos infringindo o Evangelho. Francisco é um Papa acolhedor. É outro Cristo na Terra e quem seria o Papa se não acolhesse uma pessoa.
Jesus morre na cruz e dá a vida por toda pessoa humana, afirmou Padre Pedro.

Elisangela e Eduardo fizeram uma reflexão sobre o pontificado de Francisco, marcado pelas suas palavras fortes e seus gestos acolhedores.

Ao longo da história da Igreja, outros Papas foram perseguidos e criticados. Francisco é alvo de comentários críticos por dar atenção a realidades que precisam de mudanças e a vida da Igreja está inserida nesse contexto.

O Santo Padre tem um olhar de misericordioso para todas as áreas da sociedade e da Igreja. Os jornalistas finalizaram o Redação A12 ao vivo destacando que muitas dessas criticas não têm fundamento e que afetam pessoas pouco satisfeitas com a popularidade do Papa.

Reveja agora:



Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Redação A12

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.