Por Redação A12 Em Santo Padre

Conselhos do Papa Francisco sobre os 10 mandamentos

shutterstock
shutterstock
Santo Padre fez um ciclo de catequeses sobre os 10 mandamentos.


O Papa Francisco fez um itinerário de catequeses sobre o tema dos mandamentos da Lei de Deus. Segundo o Pontífice, os mandamentos são palavras de Deus estabelecendo um diálogo conosco. “Deus comunica-se nestas dez palavras e aguarda a nossa resposta”.

1º mandamento da Lei de Deus: Amarás a Deus sobre todas as coisas

shutterstock
shutterstock
Papa pede que confiemos totalmente em Deus.


Sobre o primeiro mandamento da Lei de Deus, o Pontífice falou sobre idolatria, afirmando que ela surge da incapacidade do homem em confiar totalmente em Deus. Papa Francisco afirma que os ídolos nos impedem de seguir a direção dada por Deus, de amá-lo acima de todas as coisas. «Os ídolos prometem a vida, mas na realidade tiram-na. O Deus verdadeiro não pede a vida, mas doa-a, concede-a. O Deus verdadeiro não oferece uma projeção do nosso sucesso, mas ensina a amar. O Deus verdadeiro não pede filhos, mas dá o seu Filho por nós».

Primeiro mandamento: Primeira parte. [ Leia na íntegra ]

Primeiro mandamento: Segunda parte. [ Leia na íntegra ]

2º mandamento da Lei de Deus: Não pronunciarás em vão o nome do Senhor, teu Deus

shutterstock
shutterstock
Pronunciar o nome de Deus significa assumir sua realidade e assumir uma relação estreita com Ele.


Não pronunciar o nome em vão significa, para o Papa, não se apropriar do nome de Deus de modo vazio, hipócrita. Na Bíblia, o nome é a verdade íntima das coisas e, sobretudo das pessoas. Pronunciar o nome de Deus significa assumir sua realidade e uma relação estreita com Ele.

«Quem quer que seja pode invocar o santo nome do Senhor, que é Amor fiel e misericordioso, em qualquer situação que se encontre. Deus nunca dirá “não” a um coração que o invoca sinceramente».

Segundo mandamento: [ Leia na íntegra aqui ]

3º mandamento da Lei de Deus: Guardar os domingos e festas de guarda

Thiago Leon
Thiago Leon
Francisco aconselha fiéis a guardar os domingos e agradecer a Deus pela vida e pela criação.


Além de ser um dia de louvor e agradecimento a Deus pela vida e pela criação, é também um dia de se comemorar o fim da escravidão. Francisco esclareceu os muitos tipos de escravidão como opressões, violência, injustiça, bloqueios psicológicos, complexos, entre outros. O Papa destacou a importância de abrir-se à misericórdia de Deus para não sermos escravos de nós mesmos e desfrutar de um repouso autêntico.

«O amor verdadeiro é a liberdade autêntica: desapega da posse, reconstrói os relacionamentos, sabe acolher e valorizar o próximo, transforma em dom jubiloso todo o cansaço, tornando-nos capazes de comunhão. O amor liberta até na prisão, mesmo se somos frágeis e limitados».

Terceiro mandamento: Primeira parte. [ Leia na íntegra ]

Terceiro mandamento: Segunda parte. [ Leia na íntegra ]

4º mandamento da Lei de Deus: Honrar Pai e Mãe

shutterstock
shutterstock
Papa fala sobre manifestar amor e dedicação aos pais.


O Pontífice explicou que honrar o pai e a mãe significa reconhecer a sua importância com gestos concretos, que manifestam dedicação, afeto e esmero. O Papa acrescentou que, embora nem todos os pais sejam bons e nem todas as infâncias sejam tranquilas, todos os filhos podem ser felizes no encontro com Deus.

«Honrar os pais: eles deram-nos a vida! Se tu te afastaste dos teus pais, faz um esforço e regressa, volta para eles; talvez sejam idosos... Eles deram-te a vida».

Quarto mandamento:  [ Leia na íntegra aqui ]. 

5º mandamento da Lei de Deus: Não matar

shutterstock
shutterstock
A vida humana é preciosa, sagrada e inviolável.


O Santo Padre destacou que este mandamento revela que, aos olhos de Deus, a vida humana é preciosa, sagrada e inviolável. Ninguém pode desprezar a vida do outro ou a própria; o homem de fato carrega em si a imagem de Deus e é objeto do seu amor infinito, qualquer que seja a condição em que foi chamado à existência.

«Qual é a única medida autêntica da vida? É o amor, o amor com que Deus a ama! O amor com o qual Deus ama a vida: esta é a medida. O amor com que Deus ama cada vida humana».

Quinto mandamento: Primeira parte [ Leia na íntegra ]

Quinto mandamento: Segunda parte [ Leia na íntegra ]

6º mandamento da Lei de Deus: Não pecar contra a castidade

shutterstock
shutterstock
Papa enfatiza que no amor autêntico não há espaço para a luxúria nem para a sua superficialidade.


O conselho imediato do Papa é a fidelidade e, segundo o Pontífice, nenhum relacionamento humano é autêntico sem lealdade. As suas palavras destacam que o corpo humano não é um instrumento de prazer, mas o lugar de chamada ao amor, e no amor autêntico não há espaço para luxúria nem para superficialidade.

«Uma vida tecida de fidelidade exprime-se em todas as dimensões e leva a ser homens e mulheres fiéis e confiáveis em todas as circunstâncias».

Sexto mandamento: Primeira parte [ Leia na íntegra ]

Sexto mandamento: Segunda parte [ Leia na íntegra ]

7º mandamento da Lei de Deus: Não roubar

shutterstock
shutterstock
Deus confiou a terra e os seus recursos à gestão comum da humanidade.


O Santo Padre falou sobre o respeito pela propriedade alheia. Ele lembrou que, na Doutrina Social da Igreja, fala-se do destino universal dos bens; como diz o Catecismo, Deus confiou a terra e os seus recursos à gestão comum da humanidade.

«Não roubarás quer dizer: ama com os teus bens, tira proveito dos teus meios para amar como podes. Então, a tua vida torna-se boa e a posse torna-se verdadeiramente uma dádiva. Pois a vida não é o tempo para possuir, mas para amar».

Sétimo mandamento: [ Leia na íntegra ]

8º mandamento da Lei de Deus: Não levantar falso testemunho


Onde há mentira não há amor, não pode haver amor.


Este mandamento — segundo o Catecismo — proíbe falsificar a verdade nas relações com outrem. Viver de comunicações não autênticas é grave, porque impede os relacionamentos e, por conseguinte, também o amor. Onde há mentira não há amor; não pode haver amor.

«Não levantar falso testemunho significa viver como filho de Deus, nunca se desmente, jamais diz mentiras; viver como filhos de Deus, deixando sobressair em cada gesto esta grande verdade: que Deus é Pai e que podemos confiar n’Ele».

Oitavo mandamento: [ Leia na íntegra ] 

9º e 10º mandamento da Lei de Deus: Não cobiçarás a mulher […], nem coisa alguma que pertença ao teu próximo

Shutterstock
Shutterstock
É necessário abrir-se à relação com Deus, na verdade e na liberdade: só assim as nossas fadigas podem dar fruto, porque é o Espírito Santo que nos leva em frente.


O Papa explicou que estes mandamentos evidenciam o fato de que todas as transgressões nascem de uma raiz interior comum: os desejos malévolos que saem do coração do homem. Para o Santo Padre, estes mandamentos sobre os desejos mostram nossa pobreza e nos conduzem a uma santa humilhação.

«Felizes aqueles que deixam de se iludir, julgando que se podem salvar da própria debilidade sem a misericórdia de Deus, a única que pode curar. Somente a misericórdia de Deus cura o coração».

Leia na íntegra 

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.