Por Elisangela Cavalheiro Em Santo Padre Atualizada em 25 MAI 2018 - 17H40

Livro traz notícias falsas sobre o Papa Francisco


Um livro publicado nesta sexta (25), na Itália, reúne diversas notícias falsas sobre o Papa Francisco. ‘Fake Pope: as falsas notícias sobre Papa Francisco’, assinado pelos jornalistas, Nello Scavo e Roberto Beretta, traz 80 acusações feitas ao pontífice.

Este é o primeiro livro sobre as falsas notícias atribuídas ao Santo Padre. “Quisemos documentar e tentar desmentir muitos boatos sobre o Papa que circulam na internet e em outros meios de comunicação”, assinala Scavo, em nota publicada no site Vatican News.

Leia MaisFake News: Veja quatro conselhos do Papa e se livre delasO perigo das fake news e o olhar negativo para a imigração estrangeira do BrasilFake news atrapalha informação do brasileiroA publicação mostra sua relevância, ao realizar um aprofundado trabalho de checagem de dados. “Escolhemos as notícias que nos pareciam mais interessantes que partem do período da ditadura argentina até os nossos dias. Selecionamos uma a uma e fizemos uma verificação por meio de desmentidas e confrontos. Enfim, procuramos um fio lógico entre as notícias para entender que alguns boatos nascem de maneira espontânea e outros, ao invés, são frutos de uma estratégia bem precisa para desacreditar o Pontífice”, explica.

No Brasil, a agência Fumaça Branca (www.fumacabranca.com.br) se configura como uma iniciativa pioneira na checagem de notícias eclesiais. De acordo com Adielson Agrelos, um dos responsáveis pelo projeto, que trabalha como assessor de imprensa na Diocese de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, o site busca preencher um espaço importante no trabalho dos comunicadores católicos.

“Criamos o projeto Fumaça Branca que visa de maneira simplificada expor à sociedade as diversas notícias que são produzidas no âmbito eclesial, seja do papa ou relacionada a uma simples comunidade”, esclarece.

:: Papa alerta sobre o mal que provocam as notícias falsas

Se as notícias falsas se espalham com a ajuda de mecanismos tecnológicos e também a partir da interação das pessoas, principalmente nas redes sociais, a questão é como evitar o compartilhamento dessas informações.

Reprodução.
Reprodução.
Site Fumaça Branca é iniciativa pioneira para notícias falsas católicas no Brasil.

O assessor indica oito passos para identificar as mensagens falsas, a partir dos sete tipos de fake News listados pela Federação Internacional de Associações e Instituições Bibliotecárias, instituição sediada no Reino Unido: sátira ou paródia, falsa conexão, conteúdo enganoso, falso contexto, conteúdo impostor, conteúdo manipulador e conteúdo fabricado.

Confira os oito passos:

1. Considerar a fonte;
2. Ler além do título;
3. Verificar o autor;
4. Consultar outras fontes de apoio;
5. Conferir a data da publicação;
6. Ver se não é uma piada;
7. Verificar se não tem conteúdo preconceituoso;
8. Consultar um especialista.

“Porém eu sei que no mundo em que vivemos, nessa ‘correria desenfreada’, seguir oito passos para identificar sete tipos de mensagens é coisa para especialista, dessa forma o que eu sempre falo para as pessoas é que antes delas compartilharem qualquer coisa que receberam, duvidem daquilo até mesmo se for da sua mãe. Se a pessoa cair em dúvida será o primeiro passo para ela checar, pois o dado psicológico vem antes de tudo”, observa o assessor.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.