Por Redação A12 Em Santo Padre Atualizada em 03 JUN 2020 - 15H10

Papa comenta sobre protestos nos Estados Unidos

Nesta quarta-feira (03), o Papa Francisco falou dos protestos nos Estados Unidos depois do assassinato de George Floyd.

Durante as saudações iniciais da Audiência Geral com fiéis, o Sumo Pontífice disse:

“Não podemos pretender defender a sacralidade de cada vida humana e fechar os olhos para o racismo e a exclusão”.

O Santo Padre também afirma ter grande preocupação com as dolorosas desordens provocadas pelo país: “Devemos reconhecer que a violência das últimas noites é autodestrutiva e autolesionista. Nada se ganha com a violência e muito se perde”.

Reprodução
Reprodução
Tema também foi assunto de um twette do Papa

Francisco se une à Igreja de São Paulo em Minneapolis, e de todos os Estados Unidos ao rezar pelo repouso da alma de George Floyd e de todos os outros que perderam a vida por causa do “pecado do racismo”.

O Papa também reza pelo conforto das famílias e dos amigos e pede a oração de todos pela reconciliação nacional e pela paz: 

“Nossa Senhora de Guadalupe, Mãe da América, interceda por todos os que trabalham pela paz e a justiça nos Estados Unidos e no mundo’'.

Família de Floyd não quer violência

O irmão de George Floyd, Terrence Floyd, reunido com um grupo no local do assassinato na última segunda-feira, 01 de junho, também pediu o fim de atos violentos: “Meu irmão era da paz”, afirmou.


.:: Papa abençoa ambulância para socorrer os mais pobres de Roma

Fonte: Vatican News

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.