Por Ir. Alan Patrick Zuccherato, C.Ss.R. Em Notícias Atualizada em 19 OUT 2017 - 08H51

Nos mês das missões, entenda o que é ser missionário


Ser missionário é assumir a graça recebida a partir do Sacramento do Batismo. Nossa identidade como Igreja se dá em sermos Discípulos-Missionários de Jesus Cristo, conforme, nos lembra, o Documento de Aparecida, assim, seremos a “Igreja da atração” – a serviço da vida.

O mês de outubro na Igreja se caracteriza como o mês missionário, recordando esta tarefa evangelizadora como marca do cristão. O Papa Francisco, logo no início do seu pontificado, convocou toda a Igreja a viver num estado permanente de missão, isto é, ser a “Igreja em Saída”, que promove a cultura do encontro, cura as feridas, vai às periferias, aos campos, lugares que não se conhece a Alegria do Evangelho.

Discipulado e missão são inseparáveis! À luz da Palavra de Deus e através de sua leitura orante estaremos abertos ao Espírito que age em nós e nos envia formando um povo em comunhão.

Sem dúvida o fortalecimento da missão vem através da oração Sem dúvida o fortalecimento da missão vem através da oração. E aqui, muito pode nos ensinar a vida mística de Santa Teresinha do Menino Jesus, que nunca tendo pregado uma missão, fez de sua vida e do Carmelo um centro missionário e contemplativo, dando-nos a certeza de que aonde não chega a Palavra e a ação, encontramos e sentimos a força e o poder da oração.

Que o rico mês de outubro e suas comemorações possam fortalecer nossa Igreja Missionária e promover a conversão em nossa vida pessoal, a contínua renovação das pastorais, a fim de superar estruturas ultrapassadas e estabelecer o protagonismo da vida, manifestado na vivência de nossa fé.

O Jubileu dos 300 anos de Aparecida é uma grande mensagem missionária, de simples pescadores que partilharam a graça recebida com seus vizinhos, iniciando assim, a Igreja de Aparecida. Aprendamos deles a Perseverança em nosso agir missionário e o dom da humildade.

Que a estrela da evangelização – a Virgem Maria – nos faça fortes na fé, alegres na esperança e solidários com os mais pobres e pequenos, os preferidos do Reino de Deus.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Ir. Alan Patrick Zuccherato, C.Ss.R., em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.