Por Elisangela Cavalheiro Em Notícias Atualizada em 26 NOV 2019 - 10H27

“Tudo para que Jesus seja Rei do Universo”, diz dom Orlando aos redentoristas

Leigos e leigas que já receberam o trabalho evangelizador dos redentoristas vieram ao Santuário Nacional de Aparecida neste domingo, 24 de novembro, para participar da 29ª Romaria dos Coordenadores e Auxiliares das Santa Missões. Para o arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, que presidiu a celebração da romaria às 8h no Altar Central, a Providência Divina colocou a atividade numa data muito especial para lembrar o compromisso missionário da Igreja. 

"Cristo é Rei do Universo graças aos missionários, mas vocês, leigos e leigas, são missionários pelo batismo", disse o arcebispo, ao lembrar os fiéis do compromisso de cada um com a missão, especialmente neste dia em que a Igreja celebra a Solenidade de Cristo Rei do Universo. "Se isso acontecesse, o mundo seria diferente!", completou. 

"Vamos nesta missa em honra de Cristo Rei, sair de casa, sair de nós mesmos, sair das sacristias e do sofá. Pé na estrada e Igreja batendo nas portas e corações, porque o Reino de Deus é levado pela voz, pelos pés e pela voz dos missionários. E tudo para que Jesus seja Rei do Universo", acrescentou dom Orlando.

Um momento espontâneo do arcebispo tocou a todos durante a homilia. Ele lembrou entre os missionários, o padre Rubem Leme Galvão que tem uma longa história de doação e entrega ao projeto missionário redentorista. "Eu quero lembrar do padre Galvão que está com 94 anos e tem mais de 70 anos de missão. Esta missa é em sua homenagem", falou dom Orlando, que se aproximou e abraçou o padre Rubem no Altar. Outro missionário também acolhido pelo arcebispo foi o padre Werner Anderer, que já tem mais de 50 anos como redentorista, e muitos deles a serviço das Santas Missões. 

Thiago Leon
Thiago Leon
Padre Rubem fica emocionado com a homenagem do arcebispo


Por fim, o bispo disse que o coração é o "primeiro território de missão" e que precisamos deixar Cristo habitar nele para a conversão de nossas vidas. "Vamos deixar Jesus ser rei daquelas áreas da nossa personalidade que ainda são pagãs. Temos áreas que precisam ser entregues a Cristo Rei, à cristificação de todo o nosso ser: Jesus no meu pensamento, na minha voz, no meu coração, nas minhas mãos e pés. Que não reine o pecado no nosso corpo mortal e sim Jesus Cristo para sermos totalmente cristificados, assim seremos grandes, santos e ousados missionários", finalizou.

Ao final da missa, padre Werner rezou a oração do missionário e todos seguiram em procissão até o Auditório Noé Sotillo para o encontro dos coordenadores e auxiliares. No local, os missionários se reuniram no palco para uma breve apresentação, junto com as irmãs que também colaboram neste trabalho. Momentos de oração, animação e muita música deram tom ao encontro. Irmão Viveiros e Ernesto buscaram contagiar a todos. 

O superior provincial, padre Marlos Aurélio, que estava presente, deixou uma palavra de estímulo a todos, a partir do tema do encontro "Com Cristo e Maria, batizados e enviados em missão":

"O tema do encontro lembra que o nosso batismo nos faz missionários porque acreditamos e seguimos Jesus Cristo, o Santíssimo Redentor, o missionário por excelência. É Jesus quem nos convida a assumir a nossa missão. Toda paróquia, comunidade e setor que recebe a missão deve também se tornar missionário e compartilhar a alegria deste encontro com Jesus para as outras pessoas. E este encontro serve para não deixar a chama recebida nas missões se apagar", frisou o superior. 

O mesmo também sentiu o padre Werner ao falar sobre o objetivo da romaria. "Para que a gente continue animando os coordenadores e auxiliares de onde já estivemos em missão realizamos este encontro. Queremos reanimar todos a perseverar em seu propósito porque a missão de Jesus não pode parar. A missão não é dos redentoristas, mas é de Jesus! E por isso, a gente quer que a missão de Jesus continue!", celebrou o religioso. 

O encontro contou com programação durante toda a manhã e um momento de confraternização entre os missionários e todos os leigos presentes no final. 

"Aqui no encontro a gente pode rever os padres, a irmã que trabalhou na nossa paróquia e é muito gratificante relembrar tudo o que eles fizeram por nós. A nossa paróquia que estava muito desanimada reviveu e estar aqui é celebrar esse grande trabalho realizado por eles", é o que disse Roberto José de Souza, da Paróquia São Vicente de Paulo, de Jundiaí (SP), que recebeu o trabalho das missões no ano passado. 

Veja a galeria de fotos da missa e do encontro: 


 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.