Por Elisangela Cavalheiro Em Notícias Atualizada em 03 SET 2019 - 09H16

Perpétuo Socorro é destaque em montagem de artista turco

Ugur Gallen é um artista turco que cria montagens de fotografias para chamar a atenção para as injustiças que acontecem em todo o mundo. Ele apresenta realidades contrastantes para mostrar as diferenças entre dois mundos.

Entre seus últimos trabalhos, ele destacou o ícone de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro junto com uma mãe refugiada de etnia Rohingya. Como a mãe rohingya, a Virgem do Perpétuo Socorro também carrega seu filho ao colo.

:: Nossa Senhora do Perpétuo Socorro: a história dessa devoção

@UgurGallen
@UgurGallen
ícone de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em montagem de Ugur Gallen.


Muçulmanos em um país de maioria budista,
os rohingyas tem sofrido constante discriminação em Mianmar. A violência contra este povo foi classificada como genocídio pela ONU (Organização das Nações Unidas). Desde 2017, os Rohingya estão fugindo para Bangladesh, enfrentando longas caminhadas em selvas, montanhas ou viagens marítimas perigosas pelo Golfo de Bengala.

Eles são considerados uma das minorias mais perseguidas no mundo já que não possuem sequer cidadania em seu país de origem.

Assim como a mãe de Mianmar, Jesus experimentou a realidade da perseguição e migração, por não poder nascer em sua terra. A mesma Sagrada Família, Maria José e o pequeno Jesus foi obrigada a migrar para fugir da ameaça de Herodes, e se refugiou no Egito onde permaneceu até a morte deste ditador. 

A foto da mãe refugiada foi retirada pelo fotojornalista K. M. Asad que mora em Bangladesh e trabalha junto à agência Zuma Press, além de colaborador da Getty Images. Uma outra foto retirada por ele de uma mãe rohingya foi capa da revista National Geographic em agosto de 2019. 

National Geographic
National Geographic
Capa da revista National Geographic que traz foto de K. M. Asad.

A foto da revista foi tirada enquanto K. M. Asad estava na praia de Cox’s Bazar, em Bangladesh. Ao site português P3, o fotógrafo contou que quando viu um barco chegando, correu em direção à praia e aí se deparou com a cena. “Lembro-me de ver os grandes olhos da criança, que estava apavorada, e a forma como se agarrava à mãe”.

Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), a grande maioria dos refugiados Rohingya que chegam em Bangladesh são mulheres e crianças, incluindo bebês recém-nascidos, como o que K M Asad e Ugur Gallen mostraram ao mundo.

A devoção a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro ganhou o mundo a partir dos Missionários Redentoristas.

:: Conheça a história do ícone de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Em suas montagens, Ugur Gallen já trouxe imagens de Nossa Senhora e até de Jesus. Veja outros trabalhos do artista no Instagram


 

Fonte: P3, Acnur, National Geographic.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.