Por Redentoristas Em Notícias Atualizada em 03 JUL 2020 - 10H32

Província holandesa celebra jubileu de 250 anos em Wittem

Província Redentorista de São Clemente, na Holanda, celebrou no mês de junho os 250 anos da consagração da igreja do Mosteiro de Wittem, que ocorreu em 1770. 

No Brasil, os redentoristas holandeses foram os primeiros a chegar nestas terras em 1893, para trabalhar em Juiz de Fora (MG), onde hoje, temos a Província do Rio. 

Reprodução
Reprodução
Fachada frontal do Mosteiro de Wittem, na Holanda



Esta igreja foi construída em 1732 pelo conde alemão de Plettenberg e durante o primeiro século os Frades Capuchinhos vieram e trabalharam no mosteiro e na igreja. 
consagração da igreja ocorreu 38 anos após a fundação devido a uma disputa com o então bispo de Liège. 

A celebração do jubileu ocorreu em meio à pandemia do novo coronavírus e, por isso, as comemorações foram realizadas de maneira modesta com a Eucaristia celebrada para um pequeno grupo e apresentação de um vídeo sobre a história da igreja e do mosteiro.

Em 1836, os redentoristas estabeleceram um Seminário Internacional em Witten, pois o Seminário de Sint-Truiden havia se tornado pequeno para a crescente Congregação na Holanda. Nos primeiros anos, rapazes de ao menos dez países diferentes ali estudaram, alguns deles se tornaram pioneiros e “fundadores” de novas comunidades em todo o mundo.

Atualmente o mosteiro é ocupado por uma pequena comunidade mista formada por três redentoristas, uma irmã do Bom Pastor e por dois leigos. Todo o complexo foi vendido recentemente.

No ano de 2018 foi tomada a decisão de vender todas as instalações, porque a gestão e manutenção do complexo estava se tornando demasiadamente pesada. Depois da venda a comunidade continua vivendo numa parte do mosteiro, continuando com a atividade pastoral no Santuário de São Geraldo e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro que é conhecido nacionalmente. Outras partes do complexo estão disponíveis para criação de apartamentos para idosos e também haverá uma nova administração para a imponente biblioteca que será transformada num centro cultural.

O Mosteiro de Wittem é também a sede da Província Holandesa. 

Cardeal Van Rossum

Um dos redentoristas que estudou em Wittem foi o cardeal redentorista Willem Marinus van Rossum. Ele nasceu em Zwolle, Holanda, no dia 03 de outubro de 1854. Fez os votos como Redentorista em Hertogenbosch, na Holanda, no dia 16 de junho de 1874. Foi ordenado sacerdote em Wittem, Holanda, em 17 de outubro de 1879. Como redentorista foi professor no juvenato de Roermond e também no estudantado, em Wittem.

Reprodução CSSR News.
Reprodução CSSR News.
Estátua do cardeal Van Rossum em seu túmulo, situada dentro da igreja


Em 1900, foi convocado a Roma, onde colecionou um incrível currículo eclesiástico. Foi nomeado Consultor para a Sagrada Congregação do Santo Ofício e membro da comissão recém-formada para a codificação do Código de Direito Canônico. Em 1909, foi eleito Conselheiro Geral da Congregação no governo do Padre Patrick Murray, Superior Geral.

Em 27 de novembro de 1911, o Papa Pio X criou-o como Cardeal-diácono, titular da Igreja San Caesareo in Palatio. Ele se tornou o primeiro cardeal holandês desde a Reforma Protestante. Participou no Conclave de 1914, que elegeu o Papa Bento XV.

Em 12 de março de 1918 o Papa Bento nomeou-o como Prefeito da Sagrada Congregação para a Propagação da Fé. Dois meses depois, em 19 de maio, foi ordenado Arcebispo titular de Cesaréia, na Mauritânia, pelo Santo Padre.

Após a morte do Papa Bento XV, o Cardeal van Rossum participou do Conclave de 1922, que elegeu o Papa Pio XI. Durante o pontificado de Pio XI, o Cardeal van Rossum, continuou como Prefeito da Propagandae Fide, exercendo uma importante influência sobre as políticas pontifícias para as missões.

O Cardeal van Rossum foi membro de outras Congregações e Comissões do Vaticano, autor de várias obras sobre a teologia moral e Direito Canônico.

Ele morreu em Maastricht, Holanda, em 30 de agosto de 1932, estando sepultado no convento da Igreja redentorista.


Colaborou: Jelle Wind, secretária da Província de São Clemente

Tradução e adaptação: Pe. José Inácio Medeiros, C.Ss.R. 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.