Por Elisangela Cavalheiro Em Redentoristas

Beatificação dos Missionários Redentoristas espanhóis em Tarragona

No domingo (13) em Tarragona, na Espanha, foi realizada a cerimônia de beatificação de 522 mártires, mortos durante a Guerra Civil da Espanha (1936-1939). Entre estes, seis Redentoristas, Mártires de Cuenca: Padres Javier Gorosterratzu Jaunarena, Ciriaco Olarte Pérez de Mendiguren, Miguel Goñi Áriz, Julián Pozo Ruiz de Samaniego, Pedro Romero Espejo e o Irmão Victoriano Calvo Lozano.

Considerada a maior beatificação coletiva da história da Igreja, a cerimônia, foi acompanhada pelo Papa Francisco via satélite e presidida pelo prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, cardeal Angelo Amato.

Na homilia, o Cardeal Amato enfatizou que a celebração dos mártires representa um insistente pedido pela paz. “A celebração de hoje, quer mais uma vez gritar fortemente ao mundo, que a humanidade precisa de paz, fraternidade e concórdia. Nada pode justificar a guerra, o ódio fratricida, a morte do próximo. Com a sua caridade, os mártires se opuseram contra a fúria do mal, como um poderoso muro que se opõe à violência monstruosa de um tsunami. Com a sua mansidão, os mártires desativaram as armas dos tiranos, vencendo o mal com o bem”.

No Complexo Educacional de Tarragona, cerca de 30 mil pessoas presenciaram o rito de beatificação dos mártires, sendo um número de 104 bispos, destes 8 cardeais, 1400 padres, 2800 religiosos e mais 4000 pessoas parentes das vítimas. A cerimônia foi acompanhada ainda, ao vivo, por 1,8 milhão de pessoas, na transmissão realizada por duas emissoras espanholas. Aproximadamente 800 voluntários colaboraram na acolhida e organização do evento celebrativo.

Papa Francisco, do Vaticano, enviou uma mensagem para a Espanha, lembrando a doação radical dos religiosos. “Os mártires são cristãos conquistados por Cristo, discípulos que aprenderam bem o sentido do ‘amar até o extremo’, que levou Jesus à Cruz. Não existe ‘amor a prestação’, 'amor a porção’. Quando se ama, se ama até o fim”. E continuou: “Imploremos a intercessão dos mártires para sermos cristãos concretos, cristãos de obras e não de palavras; para não sermos cristãos medíocres, cristãos ‘envernizados’ de cristianismo, mas sem substância. Peçamos aos mártires ajuda para mantermos sólida a nossa fé a fim de que, em meio às dificuldades, sejam fermento de esperança e artífices de fraternidade e solidariedade”.

Veja a galeria de fotos do evento da Conferência Episcopal Espanhola (clicando aqui).

 

LEIA TAMBÉM: Seis mártires redentoristas serão beatificados neste domingo. 

 

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Redentoristas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.