Por Padre José Anchieta Tavares, C.Ss.R. Em Redentoristas

Músicos Redentoristas: A música na evangelização

“Eu canto essa canção em busca de um sorriso. Estenda sua mão e venha ser amigo. Do cordão do amor, seja também cantor. Eu canto com você, você canta comigo. E a gente poderá unir-se inteiro, mão na mão, em tempo de alegria, na rima de uma só canção. Venha quem vier, seja de onde for, seja qual for a fé e a cor. A vida é só pra cantar. A vida é pra quem se amar”. Wilson Simonal. 

O escritor Rubem Alves, num de seus escritos, diz que o prólogo do Evangelho de João deveria ser: “No princípio era a Música”, porque a música vem antes da palavra.

É claro, que não se pode mudar os textos da Sagrada Escritura. O autor faz referência à grande importância que tem a música e à grande influência que esta exerce em nossa vida, em nosso agir e em nossa cultura. 

A música sempre fez parte da missão evangelizadora da Igreja 

A partir do Concílio Vaticano Segundo passou a ser uma força especial, bem como uma atração de grande valor na caminhada das comunidades eclesiais. Basta lembrar que muitos cantores e compositores da Música Popular Brasileira ofereceram e continuam oferecendo grandes contribuições para a evangelização da Igreja Católica, com belas canções, com títulos e letras inspirados na Sagrada Escritura.

A missão evangelizadora da Congregação Redentorista, também tem a graça de utilizar a música para levar ao povo a mensagem da Boa Nova de Jesus Cristo. Santo Afonso de Ligório, nosso Pai e Fundador, além de tantas outras artes, tinha o dom de compor e cantar lindas canções. Cito aqui sua obra de arte, intitulada “Dulcíssima Esperança”. Santo Afonso utilizava seus talentos para evangelizar. Ele declamava poesias e recitava letras de suas canções em suas homilias. O povo ficava encantado com seu jeito bonito e criativo de evangelizar e falar de Deus, de Jesus e das Glórias de Maria, através de suas composições musicais.

Em nossos tempos, nossa Congregação também gerou inúmeros artistas da música, que evangelizaram muito por meio de suas canções. Vários deles já estão lá no Céu, cantando para Deus. Temos, em nosso meio, outros talentos que merecem destaque, por causa de seu dom ao compor e cantar canções religiosas, com temas que contribuem muito com a missão evangelizadora redentorista. Isso nos ajuda a entender melhor a importância da música na Missão da Igreja e fortalece mais ainda a certeza de que a música tem uma força comunicadora bem maior que a força da palavra. “Quem canta reza duas vezes”, dizia Santo Agostinho. 

“Cantar é como fazer um telefonema para Deus”, diz Eduardo Lages.

Eu, desde minha infância sempre tive paixão pela música. Nas aulas de Educação Artística eu sempre escolhia a música para as provas de avaliação. Na minha juventude sempre me envolvi com música, seja nas serenatas, nos festivais, com os jovens, seja na animação da liturgia na comunidade. Depois que me tornei Padre, comecei utilizar meus talentos de cantor e compositor, para evangelizar. Sempre percebi que meus trabalhos missionários têm um diferencial, que atrai a atenção, convoca, causa impacto positivo, emociona e transmite a mensagem (Kerigma) da Missão de maneira bem mais eficaz.

Como compositor, sempre fiz minhas canções com letras e temas voltados para a evangelização. Sempre mantive o propósito de priorizar a boa melodia, o bom conteúdo e a mensagem que fica gravada na memória e nos corações das pessoas. Em minhas canções não existem frases soltas nem palavras vazias. Existe uma sequência lógica no raciocínio, com início, meio e fim. As conclusões sempre apontam alternativas.

Sinto-me feliz e realizado com o que faço, porque através da música, vou seguindo os passos do meu Pai Fundador, Santo Afonso, e continuando seus exemplos, faço chegar aos corações das pessoas a Palavra de Deus, que é Palavra de Vida Eterna. 

Padre José Anchieta Tavares, C.Ss.R.
Araraquara (SP)

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Padre José Anchieta Tavares, C.Ss.R., em Redentoristas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.