Por Ir. Ernesto Coelho, C.Ss.R. Em Redentoristas

São Geraldo e a opção pelos pobres

São Geraldo, um jovem pobre, humilde, amigo, trabalhador. Um jovem que tinha por princípio fazer a vontade de Deus e confiar na sua providência.

O irmão Geraldo tinha um amor profundo para com Jesus e Nossa Senhora e, por causa desse amor amava também os pobres. Por amor a Jesus e Nossa Senhora colocou toda a sua vida a serviço das pessoas necessitadas.

São geraldo com os pobres

O irmão Geraldo fez opção por Jesus e optando por Jesus ele opta também pelos preferidos dele que são as pessoas sofredoras. Ele viveu intensamente os ensinamentos de Jesus. Viveu pouco tempo, mas, o pouco que viveu foi o suficiente para deixar marcas profundas no coração daqueles que o conheceram e que conviveram com ele. Esses mesmos se encarregaram de fazer chegar até nós seu testemunho de vida, fé e caridade para com todas aquelas pessoas que carregavam a Cruz do sofrimento.

:: Materdomini: lugar onde vive a memória de São Geraldo Majella

Voltemos no ano de 1754, neste ano um inverno rigoroso destruiu as plantações de Caposelle, uma região da Itália. Em decorrência desse inverno sobreveio na região um grande sofrimento. Nesse ano o irmão é enviado à comunidade redentorista de Caposelle. O superior da comunidade, padre Caione, permite que ele use os recursos da comunidade para socorrer os flagelados pela fome, doença e frio. Ele tem também a permissão de confeccionar agasalhos para os pobres utilizando roupas usadas.

 

"O Santíssimo Sacramento é Jesus invisível, mas o pobre doente é Jesus visível", São Geraldo.

Diz a história que todos os dias mais de cem pessoas, entre homens, mulheres, crianças, jovens, dirigiam-se à portaria do convento em busca de socorro.

O irmão atende a todos com bondade e a cada um que chega até ele, além de receber o auxílio, é consolado por ele com palavras de esperança e convidado a confiar em Jesus.

O Irmão Geraldo dá uma atenção especial aos doentes, crianças, moças pobres e andarilhos.

Aos doentes que não conseguem ir até a portaria em busca de auxílio o Irmão Geraldo vai até a casa deles, leva o auxílio que eles precisam e fala de Jesus para eles. Ele diz: O Santíssimo Sacramento é Jesus invisível, mas o pobre doente é Jesus visível.

Quando chegaram até ele aquelas crianças trazidas por suas mães, tremendo de frio e chorando de fome, ele as tomava nos braços e dizia: ”nós pecamos e são as crianças que sofrem por nossa causa”.

:: História e vida de São Geraldo Majella

As moças pobres o Irmão Geraldo as encaminhava ao trabalho junto às famílias de melhores condições para que elas não caíssem no mundo da prostituição e conseguissem bons casamentos. Aqueles andarilhos que se concentravam na portaria do convento, naquelas noites geladas ele mandava erguer uma fogueira para aquecê-los do frio, e, em volta da fogueira o irmão ficava conversando com eles, ouvindo suas histórias, seus lamentos, suas canções e falando do amor de Deus para eles.

Que a exemplo de São Geraldo possamos também nós abrir o coração aos que sofrem perto de nós.

Leia também: 

:: Nos pés de São Geraldo tem uma caveira, por quê?

Ir. Ernesto Coelho, C.Ss.R.
São João da Boa Vista, SP

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Ir. Ernesto Coelho, C.Ss.R., em Redentoristas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.