Por Redentoristas Em Notícias Atualizada em 20 DEZ 2018 - 10H31

CAS Santíssimo Redentor desenvolve projeto “A Fé que nos move”

Através de pesquisas realizadas sobre o significado da palavra , relacionando que a mesma se encontra sempre ligada aos verbos ACREDITAR, CONFIAR e AGRADECER, o CAS Santíssimo Redentor desenvolveu o projeto A fé que nos move”, que desvenda os mais diversos olhares dos fiéis que vem à Aparecida para serem restaurados e agradecidos pelas graças alcançadas. 

Indo de encontro ao tema central da Novena e Festa da Padroeira 2018: “Em Jesus, com Maria, restauramos a vida”, o projeto foi desenvolvido pelas educadoras de Apoio Pedagógico e Inclusão Digital as quais envolveram os beneficiários do Programa Inclusão Jovem e Semear, que atinge adolescentes entre 12 e 17 anos.

O projeto teve por objetivo, através da linguagem fotográfica e filmagem, despertar nos jovens o contato com a fé que move a nossa cidade. Nesse intuito, foram revelados olhares e depoimentos dos romeiros que visitam à Casa da Mãe cumprindo sua promessa em agradecimento ou até mesmo pedindo uma graça, sendo ela intercessora junto ao “Pai”.

Pode-se perceber o envolvimento de todos os participantes através de seus relatos:

“Eu amei participar desse projeto porque com ele vi que mesmo nas piores situações nunca devemos deixar de ter fé, porque o amor de Deus por nós é infinito. É incrível como mesmo errando várias vezes Ele ainda nos perdoa e nos ama", disse Ana Julia Ferraz de Souza, 13 anos.

“Sem dúvida o que nos move é a nossa fé, porque sem ela não somos nada, ela é a certeza de que o ser humano precisa acreditar e agradecer diariamente pelo dom de sua vida", partilhou Maria Eduarda da Silva Pinto, 14 anos.

Acompanhamos o crescimento espiritual dos beneficiários durante todas as etapas do projeto até a mostra fotográfica realizada no dia 07 de dezembro. Sempre trabalhando com motivação, comprometimento, sendo eles os protagonistas em todas as etapas do projeto, e partilha das vivências trazidas pelos fiéis, impulsionando-os numa melhora da convivência social e consequentemente para a transformação pessoal de cada envolvido.

Antes de mais nada é preciso afirmar que a fé é um dom de Deus, um presente para aqueles que abrem o coração.

Renata Guimarães – pedagoga - oficina de Apoio Pedagógico
Tatiana Carina – Monitora da Oficina de Informática



Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.