Por Redentoristas Em Notícias Atualizada em 05 DEZ 2018 - 14H23

Obra social redentorista resgata vínculo familiar e promove protagonismo social

Elisangela Cavalheiro
Elisangela Cavalheiro
Nathan mostra orgulhoso seu trabalho final, a sua vida em uma história em quadrinhos.

Conversar com a filha era algo cada vez mais difícil para Luciane Aparecida. Aos 47 anos, ela enfrentava uma depressão que a afastava do convívio familiar. Estar na cadeira de rodas pode parecer limitante para muitas pessoas, mas para Luciane a limitação maior era o diálogo em família.

Na depressão, a pessoa tende a se fechar em si mesma. Mas Luciane tem uma pré-adolescente em casa, e nessa fase da vida, são inúmeras as mudanças que eles enfrentam. A presença da mãe é fundamental nesse processo de autoconhecimento e descobertas.

Há dois anos, Luciane juntou a coragem que restava e resolveu aceitar o convite de uma enteada para conhecer o trabalho do Centro de Assistência Social São Geraldo, em Potim (SP), uma das obras sociais redentoristas. Lá ela recebeu apoio, esclarecimento e orientações que foram decisivas na sua mudança e para combater a depressão.

Na última Feira Cultural promovida pelo CAS São Geraldo, nos dias 28 e 29 de novembro, Luciane estava lá e ostentava um largo sorriso no rosto.

“Está sendo muito importante na minha vida participar do CAS São Geraldo. Eu estava com depressão, não era muito sociável, mal conversava com a minha filha. Aqui me sinto muito bem acolhida, eles cuidam da gente!”, conta.

Elisangela Cavalheiro
Elisangela Cavalheiro
Luciane encontrou amparo e apoio para vencer a depressão.

A Feira Cultural de 2018, a terceira edição realizada pela entidade, trouxe o tema ‘Protagonismo: seja autor da sua própria história'. No evento, todos os beneficiários puderam apresentar o produto final de um ano de ações desenvolvidas nas 12 oficinas.

“Cada Centro Social de Assistência tem como missão principal fortalecer o vínculo familiar e o vínculo da pessoa com a comunidade. Isso é algo que a gente luta e investe, porque somente a partir da mudança que ocorre nessas realidades é que nós podemos ver o mundo melhorar”, assinala o Missionário Redentorista, Padre José Uilson dos Santos Júnior, diretor das Obras Sociais Redentoristas.

Rosilene Fernandes está no CAS São Geraldo desde quando ele era apenas um projeto, em 2008. Hoje, na sede que possui amplas salas equipadas para as oficinas, quadra de esporte, cozinha, refeitório, biblioteca, capela, entre outros, a coordenadora de projetos que começou como estagiária, lembra o que sempre foi e continua sendo a missão principal da entidade.

“Nós trabalhamos aqui o vínculo familiar, que às vezes vai se perdendo pela correria no cotidiano, e é isso que a gente quer resgatar. É fazê-los olhar para a mãe, para o pai, para o filho, ou seja, para a família”, diz ao lembrar a história de Luciane. 

Na oficina de informática e Inclusão Digital, que é uma das mais queridas pelos beneficiários, o produto final proposto às crianças e adolescentes, foi a criação de um portfólio virtual e o site de uma empresa. O colaborador Fred Barbosa que acompanhou esse processo destaca a criatividade, o dinamismo e o trabalho em equipe que foram crescendo a medida que eles tomavam conhecimento e compreensão da proposta do projeto.

Elisangela Cavalheiro
Elisangela Cavalheiro
Na foto, o colaborador Fred com algumas das crianças e adolescentes da oficina.

Outra oficina contagiou os que visitaram a feira. O grupo Bboys São Geraldo de Hip Hop mostrou através da música e da dança, como os jovens vivenciam o namoro e as descobertas que vêm com ele.

Entre os dançarinos, Vinícius, de 17 anos. Ele conta que melhorou bastante o desempenho escolar e também a convivência familiar a partir do que aprende na obra. “Às vezes, mesmo cansado da minha rotina, eu deixo tudo de lado pra estar aqui. Eu gosto de coração e procuro me dedicar nas aulas”.

O CAS São Geraldo atende 291 famílias em situação de vulnerabilidade e risco social. Ao todo, são atingidos 522 beneficiários diretos. Mensalmente, nas 12 oficinas da obra, são contabilizados 8.163 atendimentos. Ele é um dos oito Centros de Assistência Social administrados pelos Missionários Redentoristas. 

Confira a galeria de fotos da feira: 



2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.