Por Redentoristas Em Obras Sociais

Uma Atividade significativa e prazerosa

Devido às mudanças na realidade econômica, a infância vem sofrendo uma perda no seu espaço e, assim, um processo de abandono das brincadeiras vem sendo percebido, que são substituídas por outras atividades como: assistir televisão, jogos em computadores ou videogames como forma de preencher o tempo em que as crianças e os adolescentes ficam em casa sozinhas.

Pensando nisso, o Centro de Assistência Social Perpétuo Socorro realizou no dia 04 de setembro uma oficina diferenciada com as crianças do Projeto Semear. O objetivo da oficina foi alertar sobre os perigos que a prática inadequada pode causar, orientar as crianças a praticar a brincadeira de uma forma consciente e segura além de proporcionar momentos de alegria e integração.

Empinar pipa é uma das brincadeiras favoritas entre as crianças e adolescentes. No entanto, a brincadeira que parece ser inofensiva, pode trazer graves consequências, se praticada próximo à rede elétrica.
Além dos perigos da rede elétrica, as linhas com cerol – composto feito com pedaços de vidro e cola – continuam sendo muito usadas e podem causar graves acidentes tanto para as crianças quanto para motociclistas.

Na oficina pedagógica as crianças aprenderam a confeccionar suas próprias pipas, todas muito coloridas e com muita criatividade fizeram uma revoada de pipas a céu aberto, momento para divertir e trabalhar valores.

A “Tarde da Pipa” foi encerrada com um delicioso piquenique, momento para divertir e trabalhar valores.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Obras Sociais

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.