Por Pe. José Pereira, C.Ss.R. Em Palavra Redentorista

Esqueci o Amor

Prender o Amor é impossível,
Pois é uma força invisível
Que move a criação.
Não é um simples sentimento
Nem uma coisa de momento
É do universo a razão.
O Amor está no olhar,
Está na lua, também no mar.
O Amor é uma criança.
É a própria sinceridade,
É a mãe da verdade,
É a razão de toda esperança.
O Amor nunca vai passar,
Ele descansa para não se acabar.
O Amor não é passageiro,
Ele é a própria paciência,
É na verdade a essência,
É a vida e não o dinheiro.
Eu conheci o Amor.
Eu conheço a Dor.
Eu conheço a Saudade.
Espero, sinto o mundo sofrendo,
Pois de amar está se esquecendo,
Isto é a infelicidade.
Quem ama nunca vai morrer,
Ele revigora o viver
E torna fecunda a existência.
O Amor é aqui, é agora.
É uma canção que não tem hora
O Amor é Deus, tenho consciência.

Escrito por
Pe. José Pereira, C.Ss.R. (Arquivo UNESER)
Pe. José Pereira, C.Ss.R.

Redentorista, formado em Filosofia, Teologia e Administração de Empresas. Entre seus escritos, encontram-se: Novena da Saúde, Novena a São Judas Tadeu, Novena a Santo Afonso, e livros de poesias (Dialogando o Amor, Caminhos do Amor, Lindo é o Amor, Maria: Mãe de Amor e Pingos de Amor).

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Vanessa da Silva, em Palavra Redentorista

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.