Por Pe. José Luis Queimado, C.Ss.R. Em Palavra Redentorista Atualizada em 26 JUL 2019 - 09H12

Somos igualmente estrangeiros: uma análise sobre a prisão de padres e freiras nos EUA

Vatican News.
Vatican News.
Padres e freiras presos no protesto contra políticas migratórias nos Estados Unidos.


Se um estrangeiro habita convosco na vossa terra, não o molestareis. O forasteiro que mora convosco será para vós como um compatriota, e vós o amareis como a vós mesmos, pois fostes igualmente estrangeiros na terra do Egito. (Lv 19, 33-34)

Revisitando essa ordem do próprio Deus, que pode ser encontrada também nos livros do Êxodo e do Deuteronômio, começamos a nos questionar sobre a realidade em que vivemos nos dias de hoje. A realidade triste do estrangeiro, do imigrante. A tristeza toma conta do nosso coração quando percebemos que países cristãos têm se afastado desta ordem que Deus nos dá: não oprimir o estrangeiro.

No dia 18 de julho de 2019, assistimos atônitos à prisão de 70 líderes católicos: freiras, padres, seminaristas e leigos, enquanto protestavam dentro do Russell Senate Office Building, em Washington, contra as injustiças da administração do Presidente Donald Trump imputadas aos imigrantes indocumentados, de forma especial às crianças inocentes que são mantidas em centros de detenção.

Os olhos se encheram de lágrimas ao ver freiras idosas, uma com 90 anos de idade, e sacerdotes que dão sua vida para promover o bem e a Palavra de Jesus Cristo serem algemados como obstrutores da ordem constituída. Por outro lado, um orgulho evidente nascia de nosso coração ao ver pessoas corajosas dando sua própria vida e dignidade pelo bem-estar dos irmãos sofredores, pois não há amor maior do que aquele que dá a vida a seus irmãos. (Jo 15, 13)

Vatican News.
Vatican News.
Não há amor maior do que aquele que dá a vida a seus irmãos.


A ferocidade com que este presidente atual se dirige aos imigrantes indocumentados é de deixar qualquer cristão verdadeiro boquiaberto. Sua política de espalhar o ódio e a cizânia entre os próprios cidadãos americanos é algo totalmente condenável. Muitos de seus seguidores, ao verem os protestos dos líderes religiosos em Washington, derramaram ódio pela Internet, tratando aquelas pessoas como traidoras da pátria ou acusando-as torpemente de tudo quanto é maldade que possamos imaginar. Podia-se ver quanto ódio e intolerância se escondiam atrás daqueles comentários de pessoas anônimas contra os líderes católicos.

Imigrante sendo intolerante com imigrante é a loucura mais contundente que podemos encontrar num ambiente de ódio. As falas intolerantes do presidente incentivam até mesmo as pessoas menos suspeitas a se tornarem soldados do ódio. Pensemos nos italianos ou irlandeses que sofreram perseguição e rejeição quando aqui chegaram 1 século e meio atrás. Por serem de origem católica, os protestantes que aqui estavam tinham gritos de ordem diários contra aqueles imigrantes de “volte para o seu país”. Hoje, descendentes daqueles perseguidos gritam a mesma coisa para os novos imigrantes.

Pensemos também em alguns imigrantes que conseguiram documentação. Até alguns desses começam a engrossar os gritos de intolerância, concordando com as políticas do presidente, agora que já não fazem parte dos sem documentos. Imigrante sendo intolerante com imigrante é a loucura mais contundente que podemos encontrar num ambiente de ódio.

Qualquer pessoa que fale contra as políticas desumanas dessa administração corre o risco de ser linchada física ou moralmente pelos seguidores que idolatram cegamente um político e que estão cegos de ódio pelos considerados inimigos. Por isso, até mesmo freiras e padres são presos quando ousam a reivindicar e criticar as maldades desse governo. Todos nós somos ou fomos imigrantes, por isso, cuidemos dos forasteiros que moram conosco como se eles fossem nossos compatriotas, pois somos igualmente forasteiros nesta terra passageira, assim diz o Senhor!

Pe. José Luís Queimado, C.Ss.R.
Philadelphia, PA – EUA

3 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. José Luis Queimado, C.Ss.R., em Palavra Redentorista

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.