Por Thamara Gomes Em Notícias Atualizada em 02 MAR 2018 - 08H42

Papo cabeça

Já se passou um mês inteiro da volta às aulas. Bom para rever os amigos e colocar o papo em dia. Logo chegam as provas e a rotina de estudos, e você fica se perguntando: por que eu tenho que passar por isso todo ano? Vale a pena? Será que tudo isso que aprendo na escola ou na faculdade será mesmo útil pra mim? Pode acreditar que sim.

shutterstock
 shutterstock

O conhecimento é muito importante pois nos ajuda a ampliar os horizontes e a compreender o mundo em que vivemos. A educação nos dá base para refletir e para criar, nos ajuda a abrir os olhos e ter uma consciência crítica, e ainda abre portas para que sonhos se tornem realidades.

E isso serve também para aqueles que desejam seguir a vida religiosa e sacerdotal. Este universo de estudos e provas também faz parte da rotina dos jovens que pretendem ser sacerdotes, freis, irmãos e irmãs.

“Penso, logo existo.” (René Descartes)

Na Congregação Redentorista, por exemplo, a vivência acadêmica também faz parte da rotina dos seminaristas. O Missionário Redentorista é conhecido pelo dom da palavra e o conhecimento nas diversas áreas auxilia muito no diálogo com o povo. Esta é uma herança deixada por Santo Afonso de Ligório, fundador da Congregação Redentorista. Homem sábio e estudioso, escreveu muitas obras buscando popularizar os ensinamentos da Igreja e da Bíblia.

Os estudos, juntamente com o trabalho pastoral, a vida de oração e a vivência comunitária, são a base da formação redentorista.

:: Como os estudos auxiliam na formação do Missionário Redentorista?

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Thamara Gomes, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.