Por Secretariado Vocacional Redentorista Em Notícias

Testemunho Vocacional: Pe. Rogério Gomes

A nossa série Testemunho Vocacional continua firme em 2015. O nosso objetivo é mostrar a você, jovem, as alegrias e desafios daqueles que escutam o chamado de Deus e o seguem.

Foto de: Thiago Leon

Celebração de posse do novo Governo Provincial de São Paulo - Credito Thiago Leon

Conversamos com o Pe. Rogério Gomes, CSsR, novo provincial de São Paulo.

Mineiro de Alterosa, Rogério ingressou na formação redentorista aos 19 anos, no Seminário Santo Afonso, em Aparecida–SP, e foi ordenado sacerdote no dia 10 de junho de 2006, em sua cidade natal. 

Foi professor do Instituto São Paulo de Estudos Superiores (ISPES), da Escola Dominicana de Teologia (EDT) e da Faculdade de Teologia São Bento (SP). Até o ano passado residia em Roma, onde era Professor da Accademia Alfonsiana.

Conheça a história vocacional do Pe. Rogério Gomes, CSsR!

1- Como conheceu os missionários redentoristas?

Conheci os missionários redentoristas ouvindo a Rádio Aparecida e, mais diretamente, quando aconteceram as missões redentoristas em Alterosa-MG, em setembro de 1987.

2- Como você percebeu que tinha vocação para a vida sacerdotal?

A partir do momento em que eu passei a ser catequista e a ajudar na coordenação da comunidade São Sebastião, onde a minha família reside. Sentia o meu coração ardendo e me chamando para algo que não conhecia e no dia de Pentecostes de 1993, quando explicava aos catequizandos sobre os sete dons, um rapaz, o Valmir, que já era vocacionado redentorista apareceu com um livrinho que explicava sobre vocação e na capa tinha o endereço do Secretariado. Peguei o endereço e no mesmo dia escrevi para Aparecida.

Foto de: Thiago Leon

Celebração de posse do novo Governo Provincial de São Paulo - Credito Thiago Leon

Pe. Rogério e Dom Raymundo Damasceno na celebração de posse do novo Governo Provincial de São Paulo.

 

 

3- O que lhe fez ter a coragem de procurar os missionários redentoristas para iniciar um contato vocacional?

Naquele momento era o desejo de me tornar um missionário e sair pelo mundo fazendo o bem às pessoas. Eu vi o Pe. Ferdinando pregando, na missão em minha cidade, e isso me entusiasmou e me encorajou. Queria fazer o mesmo!

4- O que é preciso para ouvir e atender o chamado de Deus?

Ser simples de coração e colocar-se na presença Dele, abandonando-se.

5- Você terá uma nova missão como redentorista em 2015. O que fazer para encarar com sabedoria os desafios que a vida impõe?

 

Jovem, avance para as águas mais profundas e dê o seu SIM generoso ao Redentor que o chama.

Para mim, o cultivo da minha espiritualidade pessoal, por meio da oração, das minhas leituras espirituais e da Eucaristia; ser simples de coração e não fazer distinção de pessoas; ter a capacidade de diálogo e de escuta; acreditar nos confrades e a esperança como elemento motivador da vida consagrada redentorista.

6- Que mensagem você deixa para os jovens que estão no processo de discernimento vocacional?

Que vale a pena deixar tudo e seguir o Redentor e assumir com ele a missão de cada dia, com suas paixões, mortes e ressurreições. Não precisamos ter medo, porque ele está conosco! Ele nos pede sempre a ousadia e um coração generoso. Portanto, caro jovem, avance para as águas mais profundas e dê o seu SIM generoso ao Redentor que o chama.

Foto de: Thiago Leon

Celebração de posse do novo Governo Provincial de São Paulo - Credito Thiago Leon

Governo Provincial de São Paulo para o quadriênio 2015-2018

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Secretariado Vocacional Redentorista, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.