Por Flávia Gabriela Em Releases

Corpus Christi: Voluntários poderão participar da confecção dos tapetes no Santuário Nacional

corpus_christi


É tradição no Brasil, a confecção dos 'tapetes de Corpus Christi'. É um belo costume dos católicos, com a principal intenção de acolher com carinho a passagem de Jesus Eucarístico.

Em uma compreensão mais profunda, pode-se dizer que, 'assim como preparamos os caminhos para que Ele possa passar, assim também preparamos os nossos corações'.

Neste ano, voluntários poderão auxiliar na confecção dos tapetes do maior Santuário Mariano do mundo, no dia 19 de junho.

Os tapetes serão confeccionados em serragem, e estarão no entorno do Santuário por onde passará a procissão com o Santíssimo.

Os interessados devem entrar em contato na Secretaria de Pastoral pelo telefone (12) 3104-1696. A confecção dos tapetes começará no dia 18 de junho, a partir das 13h.

A 'Festa do Corpo de Deus' - Conforme nos conta o Missionário Redentorista, padre Luiz Carlos de Oliveira, no final do século XIII em Liège, na Bélgica, havia um grande movimento eucarístico. Santa Juliana de Mont Cornillon teve a inspiração de fazer uma festa para o Santíssimo Sacramento. O Papa Urbano IV, quando era padre, era seu orientador. Ele instituiu a festa para toda a Igreja.

"Atualmente não podemos dizer que perdemos o fervor antigo, só porque não fazemos como antigamente. Atualmente estamos mais voltados para a Eucaristia como um todo no qual o Sacrifício e o Sacramento estão unidos. O Santíssimo Sacramento não é um santo a mais. Por outro lado perdeu-se muito do sentido da presença de Jesus na Eucaristia. Há muito a se recuperar. Se Ele está ali sob as espécies de pão e vinho, deve ser reconhecido e adorado. É o mesmo Cristo que recebemos na Eucaristia e trazemos em nós depois da comunhão. Somos sacrários vivos da Eucaristia. Estamos assim unidos à Páscoa de Jesus", explica.

Conforme reflete o Missionário Redentorista, rezamos na oração da missa: 'Neste admirável Sacramento nos deixastes um memorial de vossa Paixão'.

"Memorial não é somente uma lembrança, mas atuação da presença Daquele que nos salvou em seu Mistério Pascal. Lemos como Deus alimentou seu povo com o pão do Céu e fez tantas maravilhas para seu povo. Paulo nos ensina que o vinho é o Sangue de Cristo e o pão é seu Corpo. Por eles entramos em comunhão com Cristo e todos formamos um só corpo, pois participamos do único Pão. Este memorial não é só uma lembrança, mas é sinal da Salvação. Na celebração se anuncia a Morte e Ressurreição do Senhor para a vida do mundo. A fome do mundo mostra que ainda celebramos mal", explica.​

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Flávia Gabriela, em Releases

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.