Por Santuário Nacional Em Notícias Atualizada em 16 OUT 2020 - 11H56

Padroeira 2020: Oração e emoção nas celebrações em honra à Mãe Aparecida

12 de outubro. Festa da Padroeira 2020. Uma festa atípica, sem a presença física dos fiéis nas celebrações, mas com muita oração, emoção e fé

MISSA DAS CRIANÇAS

Festa da Padroeira celebra Nossa Senhora Aparecida e os Direitos da Criança

Nesta segunda-feira (12), a Missa da Crianças, às 7h, iniciou o Dia da Padroeira com uma homenagem e oração para todas as crianças do mundo, principalmente as que sofrem. As irmãs Maria Clara e Ana Beatriz Guimarães, de 9 e 6 anos, respectivamente, entraram com a imagem de Nossa Senhora, representando todas as crianças do Brasil e do mundo.

Thiago Leon
Thiago Leon
Maria Clara e Ana Beatriz Guimarães


A celebração recordou também os
30 anos Estatuto da Criança e do Adolescente. A pequena Maria Clara rezou e pediu a intercessão da Mãe Aparecida para que todas as crianças tenham casa, estudo, boa saúde e uma família que as ame. O presidente da liturgia Padre Ivair Luiz da Silva, C.Ss.R., convidou pais e responsáveis pelas crianças para louvar e celebrar em suas casas com as crianças. "É importante glorificar a presença de Nossa Senhora na vida da criança. Ela nos orienta e encaminha para Jesus", reforçou. 

O sacerdote destacou também em sua reflexão a necessidade da garantia dos direitos da criança. "É preciso lutar pela erradicação do trabalho infantil. Pais, responsáveis e as próprias crianças devem buscar seus direitos. O melhor presente para uma criança é uma infância plena", afirmou.

Durante a celebração, os presentes na Basílica Velha, em Aparecida (SP), usaram máscaras especiais para a Missa das Crianças, com cata-ventos e a mensagem "lugar de criança é na escola". 

MISSA SOLENE

Festa da Padroeira celebra Nossa Senhora e homenageia às vítimas da Covid-19

Já no Santuário Nacional, direto do Altar Central da Casa da Mãe Aparecida, Dom Orlando Brandes conduziu a Missa Solene. A celebração litúrgica refletiu, assim como durante toda a Novena, o tema "Com Maria, em família, revestir-se da Palavra".

Logo no início, na entrada da Imagem de Nossa Senhora, os profissionais de saúde foram homenageados pelo trabalho contra a pandemia do novo coronavírus no Brasil e no mundo. Com as restrições causadas pela Covid-19, os devotos foram convidados a ficar em casa e acompanhar a Festa da Padroeira de suas casas com a Rede Aparecida de Comunicação

Na entrada da Palavra do Senhor, a cerimônia relembrou o primeiro milagre de Jesus, a transformação da água em vinho durante nas bodas de Caná, a pedido de Maria. Dom Orlando destacou a importância da Palavra de Deus. "É um momento histórico no Santuário. Amar Maria, através do amor à Palavra de Deus".

O Arcebispo de Aparecida relembrou o encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida nas águas do Rio Paraíba. "Em Aparecida, Deus deu sua própria Mãe a todos os brasileiros. Livrai-nos de todo mal, socorrei-nos, Mãe".

Thiago Leon
Thiago Leon
Dom Orlando Brandes na Missa Solene da Festa da Padroeira 2020


Em homenagem às mais de 150 mil vítimas da Covid-19 no Brasil, Dom Orlando pediu um minuto de silêncio e suplicou a Mãe Aparecida:

“Abraçai, ó Mãe, essa pátria que é tua. Abraçai as periferias, os que choram pela pandemia. É preciso sentir a dor desse povo. Protegei e dê colo a esse povo sofrido, que é vítima da pandemia.” Dom Orlando Brandes, Arcebispo de Aparecida (SP) Por fim, o celebrante ressaltou a importância do diálogo em um mundo de opiniões controversas e alertou: "Não devemos idolatrar pessoas, não se pode tomar o lugar de Jesus". 

Agradecimento

Thiago Leon
Thiago Leon
Pe. Eduardo Catalfo na Missa Solene da Festa da Padroeira 2020


O reitor do
Santuário Nacional, Pe. Eduardo Catalfo, ao fim da celebração, agradeceu aos devotos que participaram de suas casas da Festa da Padroeira

“Obrigado, querido devoto, por aceitar conosco uma novena e festa virtual. Nós cuidamos sempre de nossos devotos. Queremos cada vez mais cuidar, construir e transformar vidas.” Padre Eduardo Catalfo, Reitor do Santuário Nacional

CONSAGRAÇÃO

Devotos renovam a esperança e se colocam sob a proteção da Mãe Aparecida 

Mais uma vez reunidos na Basílica Velha, os devotos de Nossa Senhora puderam renovar sua consagração à Mãe Aparecida neste dia da sua Festa.

As pessoas presentes fisicamente na celebração e os devotos que acompanharam de suas casas, rezaram pelo Brasil, pelas famílias, as crianças, os enfermos, a Santa Igreja, o Santo Papa, os nossos governantes e pela paz.

A celebração foi presidida pelo ecônomo do Santuário, padre Luiz Claudio Alves de Macedo. Refletindo o texto bíblico Lucas 1,39-56, que trata da visita à Isabel e o canto do Magnificat, o celebrante destacou:

“O canto de Maria proclama a salvação que Deus nos preparou, e a salvação que Deus nos preparou passa necessariamente pela justiça para com os pobres. Não é possível falar de salvação para o ser humano, se nos não tocarmos no quesito justiça para o oprimido, justiça para o necessitado, justiça para o pobre.”

Ressaltou que Maria é esperança e lembrou como nestes dias a esperança foi importante. “Dias turbulentos, doloridos, dias de doenças, sofrimento, luto, insegurança e preocupação...o canto de Maria é a uma revolução divina da esperança”, afirmou.

"Como Família dos Devotos, nos não podemos deixar de cumprir essa missão e essa consagração: Com Maria e como Maria, sermos sinais de esperança para todos os homens de boa vontade", motivou padre Luiz.

Recordou que consagrar-se a Nossa Senhora é “viver e buscar a sua espiritualidade, sua disponibilidade, sua dedicação e sua aceitação da vontade de Deus.

A celebração da Consagração também rezou por toda a Família dos Devotos, colocando aos pés da Padroeira, os livros com os nomes de todos aqueles que fielmente contribuem com evangelização da Casa da Mãe.

Reveja esse momento especial de oração:


MISSA DE ENCERRAMENTO

Oração e emoção na última celebração do dia da Padroeira no Santuário

Às 18h, o Santuário de Aparecida celebrou a última celebração festiva deste dia dedicado à Padroeira do Brasil no Altar Central.

Neste ano, a Santa Missa começou de um jeito diferente. Uma procissão foi realizada dentro da Basílica, para lembrar todos os devotos da Mãe Aparecida e também recordar os principais momentos da devoção. A procissão encenada trouxe desde o aparecimento da Imagem nas águas do rio Paraíba do Sul à missão dos Missionários Redentoristas, até os dias atuais, com a responsabilidade de ajudar o povo fiel a se Revestir com a Palavra de Deus.

Um dos momentos de maior emoção foi o fim da procissão. Enquanto a Imagem de Nossa Senhora se aproximava do Altar de Central, a cantora e apresentadora da TV Aparecida, Mariangela Zan, cantou a canção ‘Ave Maria dos seus andores’, emocionando a todos.

A celebração eucarística foi presidida pelo Padre Marlos Aurélio, superior provincial da Congregação Redentorista de São Paulo e concelebrada por diversos sacerdotes que trabalham nas atividades do Santuário Nacional, na Rede Aparecida de Comunicação e na Editora Santuário.

Na homilia desta noite, padre Marlos recordou a Novena preparatória para a Festa de Nossa Senhora, explicando que esses dias de oração foram uma oportunidade forte de evangelização, para crescer e amadurecer na fé. “Com a temática da Novena em preparação à Festa de Nossa Senhora Aparecida nós pudemos entender um pouco mais, o quanto a Palavra de Deus deve adquirir centralidade na nossa vida. O grande exemplo é Nossa Senhora, ela porque se revestiu da Palavra, se torna a nossa grande inspiradora nesse desejo que todos nós temos, de sermos mais cristãos, mais conhecedores da Palavra, mais praticantes desta Palavra. Ninguém pode amar aquilo que não conhece, reforçou.

Também lembrou que é vivendo a Palavra, que o nosso país pode garantir uma política com mais justiça e honestidade: 

“A Palavra vai nos ajudar a combater a corrupção, a desigualdade, tornando o nosso país, a nossa cidade, em lugares mais de Deus, lugares mais de irmãos.

Homenagem à Nossa Senhora

Ao som da canção ‘Mãe do céu morena’, a cantora Mariangela Zan homenageou a Padroeira do Brasil, representando a Família dos Devotos.

Em seguida, os livros com os nomes das pessoas que fazem parte da Família dos Devotos, Devotos Mirins e Jovens de Maria, foram entronizados no Altar Central da Casa da Mãe. Esse é o gesto concreto do Santuário de Aparecida, em agradecimento a todos que contribuem e ajudam na obra evangelizadora do Santuário. Neste ano, um pen drive também foi colocado junto aos livros, reunindo todas as fotos que foram enviadas pelos devotos ao longo da Novena, com a hashtag #EunaNovena.

Reveja o momento:


2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Os textos, fotos, artes e vídeos do A12 estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. 
Não reproduza o conteúdo em outro meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização expressa do A12 (contato@a12.com).

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Santuário Nacional, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.