Por Santuário Nacional Em Notícias Atualizada em 17 AGO 2019 - 11H40

Reflexão Jornada Bíblica: a passagem pelo Mar Vermelho

Neste mês, estudaremos um dos grandes marcos narrativos da Bíblia, a passagem pelo Mar Vermelho (cf. Ex 14,1-15.21). Em nosso primeiro aprofundamento, analisaremos mais de perto o início dessa epopeia, presente em Ex 14,1-14. Ao longo das quatro semanas, trataremos o restante do relato: a travessia (Ex 14,15-31); o cântico de Moisés (Ex 15,1-19); o hino das mulheres (Ex 15,20-21); e, por fim, o primeiro desafio enfrentado pelos israelitas no deserto (Ex 15,22-27).




Os versículos Ex 14,1-14 e depois 14,15-31 formam uma estrutura literária bastante significativa em forma de paralelismo:

A) vv.1-4: Predição do endurecimento do coração do faraó

B) vv.5-9: Cumprimento da predição

C) vv.10-12: Israel em apuros

D) vv.13-14: Salvação prometida

A') vv.15-18: Predição do endurecimento do coração do faraó

B’) vv.19-23: Cumprimento da predição

C’) vv.24-25: Egípcios em apuros

D’) vv.26-31: Salvação realizada

Com declarações que ecoam as palavras de Deus, endereçadas a Moisés, antes das pragas (cf. Ex 14,4.8.17.18; 4,21; 7,3–5), o Senhor indica que os eventos vindouros são regidos por Seu poder e propósitos. Ele endurecerá o coração do faraó, mostrando que detém todo o domínio, inclusive dos pensamentos do opressor (Ex 14,4).

Porém, embora o Senhor diga a Moisés que “obterá glória sobre o Faraó” (Ex 14,4), Ele não especifica como Israel será liberto. Com isso, o autor mantém a narrativa com um tom de mistério e tensão. O leitor, aqui, é convidado a crer de modo incondicional no poder de Deus, mesmo que não saiba como Ele agirá.

Outro dado que chama a atenção consiste no seguinte fato: entre o tempo das pragas no Egito (7,14 .12,32) e a jornada para o Sinai (15,22.18,27), os eventos no Mar Vermelho mostram Moisés como um líder em amadurecimento que passou a não confiar na palavra do faraó egípcio e passou a crer de modo mais incondicional no Senhor (cf. Ex 14,13–14).

O Povo de Israel é chamado a viver o mesmo processo de crescimento na fé (cf. Ex 14,10–12). Entretanto, diante da dificuldade, os israelitas tiveram medo e, embora tivessem clamado a Deus, reclamaram com Moisés, pois achavam que morreriam no deserto (cf. Ex 14,11-12).

Moisés, confiante em Deus, se dirige ao povo, afirmando que Deus combateria por eles (cf. Ex 14,13-14). Ora, aqui, se encontra a grandiosidade desse líder do êxodo. Ele não se abateu diante do numeroso exército do faraó (cf. Ex 14,6).

Com o relato da saída do Povo de Israel do Egito, somos convidados à exercitar nossa confiança no Senhor. O quanto você tem vivido a fé, mesmo nos momentos difíceis de sua vida? Confie, Deus combaterá por você!

'Somos chamados a cuidar da Casa da Mãe'

5 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Santuário Nacional, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.