A12

Campanha da Fraternidade 2017: Biomas brasileiros e defesa da vida

Enviar por e-mail

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

-

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

A Campanha da Fraternidade (CF) 2017 tem como tema ‘Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida’ e o lema ‘Cultivar e guardar a criação’ (Gn 2.15). Buscando alertar para o cuidado da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, a campanha terá início em todo o país no dia 1º de março.

:: Campanha da Fraternidade 2017 tem o desafio de despertar a consciência coletiva

:: Campanha da Fraternidade 2017 traz realidade dos biomas brasileiros

 

cartaz_campanha_da_fraternidade_2017

Materiais e subsídios estão disponíveis para ajudar as comunidades, famílias e cidadãos a vivenciarem o propósito da campanha. O cartaz pode ser baixado gratuitamente na internet, assim como as cifras e partituras dos cantos.

:: Baixe agora ::

Também é possível fazer o download do arquivo com todas as músicas do CD, entre elas o Hino Campanha da Fraternidade 2017, de autoria do padre José Antônio de Oliveira e Wanderson Freitas.

A CF 2017           

No Brasil, a Campanha já existe há mais de 50 anos e sua abertura oficial sempre acontece na quarta-feira de cinzas, época na qual a Igreja convida os fiéis a experimentarem três práticas penitenciais: a oração, o jejum e a esmola. 

Segundo o bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da CNBB, Dom Leonardo Ulrich Steiner, a proposta é dar ênfase a diversidade de cada bioma e criar relações respeitosas com a vida e a cultura dos povos que neles habitam, especialmente à luz do Evangelho. Para ele, a depredação dos biomas é a manifestação da crise ecológica que pede uma profunda conversão interior. “Ao meditarmos e rezarmos os biomas e as pessoas que neles vivem sejamos conduzidos à vida nova”, afirma.

O texto-base está dividido em quatro capítulos, a partir do método ver, julgar e agir, faz uma abordagem dos biomas existentes, suas características e contribuições eclesiais. Também traz reflexões do tema sob a perspectiva de São João Paulo II, Bento XVI e o papa Francisco. Ao final, são apresentados os objetivos permanentes da Campanha, os temas anteriores e os gestos concretos previstos durante a Campanha 2017.

 

 

Fonte: CNBB


Comentários (0)



Carregando Comentários
0 caracteres