A12

38 anos do atentado da Imagem de Nossa Senhora Aparecida

Enviar por e-mail

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

-

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

 montagem_restauracao_1

No dia de hoje, 16 de Maio, completa-se 38 anos que a Imagem de Nossa Senhora Aparecida sofreu o atentado que a fragmentou em mais de 200 pedaços, ocorrido durante a última Santa Missa da atual Basílica Velha. A imagem ficava no altar principal da igreja, sob a proteção de um vidro que foi quebrado por um jovem de 19 anos na época, que a tomou em seu poder.

Devido à sua importância para a igreja católica e para os fiéis da Padroeira do Brasil, a imagem foi levada em segredo para que fosse realizada sua restauração no Masp (Museu de Arte de São Paulo), na cidade de São Paulo e entregue ao professor Pietro Maria Bardi, que confiou a restauração a artista plástica Maria Helena Chartuni.             

Depois de 33 dias de trabalhos ininterruptos, Chartuni declara concluída a restauração e a imagem retorna a Aparecida em um carro do Corpo de Bombeiros. Segundo a artista, que esteve no carro dos Bombeiros,  era "um corredor humano que foi da Avenida Paulista até Aparecida, de um lado e do outro". "Os caminhoneiros vinham do Rio de Janeiro e, quando viam a imagem, se ajoelhavam em cima das cargas e rezavam...". Com tudo isso, a artista assegura que a restauração da imagem também restaurou a sua vida.Maria Helena Chartuni - Foto Tatiana Bettoni A12

Até hoje, Maria Helena Chartuni visita Aparecida para fazer um trabalho de manutenção na imagem antes da Festa da Padroeira do Brasil.


Comentários (0)



Carregando Comentários
0 caracteres